UOL EconomiaUOL Economia
UOL BUSCA

07/11/2006 - 20h04

Anac dará concessões apenas a rotas já operadas pela Varig

RIO - O presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) Milton Zuanazzi, disse que a nova Varig receberá a certificação de transporte aéreo apenas para os vôos operados atualmente pela empresa. "A nova Varig vai começar do tamanho que ela é hoje", disse. Por ora, a empresa opera com uma frota de 15 aeronaves e voa para nove destinos nacionais e quatro internacionais.

Atualmente, a Varig espera da Anac a autorização de um documento que permite à aérea aumentar suas operações, o chamado certificado de empresa de transporte aéreo. Sem essa certificação, a empresa não conseguirá obter financiamentos para compra de aviões. "Podemos estar num prazo bastante próximo de concluir esse processo", disse.

Na avaliação da Anac, a expansão da Varig se daria por meio de rotas licitadas ou concedidas, dependendo do aeroporto escolhido, em condições de igualdade com as concorrentes.

O presidente da agência participou hoje da cerimônia de posse da nova diretoria do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea). O novo presidente da entidade é também presidente da TAM, Marco Bologna. Do total de dez diretores empossados, seis são da Gol ou da TAM. A nova Varig ficou sem nenhuma representação no sindicato, pois ainda não é considerada companhia aérea.

Quando a parte operacional da Varig foi vendida à VarigLog, a Justiça do Rio congelou 272 rotas para a empresa, que não poderiam ser redistribuídas para a concorrência. Entretanto, a Anac avalia que a Varig só pode ficar com as concessões das rotas que efetivamente está operando. Depois de muitos embates na justiça, a questão hoje está no Tribunal Regional Federal (TRF) do Rio de Janeiro, onde ainda haverá uma decisão final.

(Ana Paula Grabois | Valor Online)

Shopping UOL