UOL EconomiaUOL Economia
UOL BUSCA

06/12/2006 - 18h22

Governo prefere desgaste com crise no setor aéreo a pôr os passageiro sem risco, diz Tarso

BRASÍLIA - O ministro de Relações Institucionais, Tarso Genro, disse hoje (6) que o governo prefere sofrer desgaste político pelos problemas no sistema aéreo brasileiro a colocar em risco a segurança dos passageiros. Desde ontem (5), os vôos nos principais aeroportos do país estão atrasados por causa de uma pane nos equipamentos de comunicação entre os aviões e a torre de controle de Brasília.

"É preferível, eventualmente, sofrer algum desgaste político, mas não ameaçar o valor fundamental que é a vida e a segurança dos passageiros", afirmou.

Tarso criticou a falta de estrutura das empresas aéreas em lidar com a crise. "O governo vai examinar as suas responsabilidades até o fim, mas também é bom destacar essa questão (responsabilidade das empresas). Isso traz uma lição para o Estado brasileiro e também uma lição para a iniciativa privada, que deveria ter algum tipo de preparo para dar uma assistência mais adequada aos passageiros".

Questionado sobre as versões defendidas no Congresso Nacional de que houve sabotagem no sistema e que o governo deveria responder por crime de responsabilidade pelos prejuízos causados à sociedade, o ministro respondeu que essa é uma avaliação do Legislativo. "O governo não tem até agora nenhuma versão de sabotagem", disse.

O ministro Tarso Genro, que também preside o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), embarcou para a Itália. Ele vai se reunir com representantes do Conselho Nacional de Economia e Trabalho da Itália para discutir a colaboração dos dois órgãos nas áreas de micro e pequenas empresas, cooperativismo, segurança pública, combate ao crime organizado e formação policial.

(Agência Brasil)

Shopping UOL