UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA
Inglaterra
25/10/2007 - 00h01
Mesmo caro, país ainda é um dos favoritos
Da redação
Em São Paulo

Reuters

Ônibus de dois andares atravessam a ponte de Westminster, em Londres

Ônibus de dois andares atravessam a ponte de Westminster, em Londres

Apesar do alto valor da libra esterlina em relação ao real, a Inglaterra mantém-se como um dos destinos favoritos dos brasileiros que querem estudar no exterior. Em 2006, segundo o Britsh Council -organização internacional do Reino Unido- o país atraiu cerca de 18.000 estudantes do Brasil. O número é 125% maior em relação ao ano de 2002, quando aproximadamente 8.000 embarcaram para o país.

A maioria viaja em busca de cursos de inglês, mas a Inglaterra também oferece diversas opções para quem pretende freqüentar cursos de nível superior. O país abriga algumas das universidades mais bem conceituadas do mundo, como Oxford, Cambridge, Sussex, Manchester, Lincoln University, London Business School e London Institute of Technology and Research.

Há um crescimento constante, mas não explosivo, na procura por programas de pós-graduação. Mas o nível de curso que mais cresce, segundo o gerente de promoção de educação do Conselho Britânico, Rodrigo Gaspar, é o mestrado. "Nos últimos quatro anos, tivemos um crescimento de 60%, isso porque o estudante se torna mestre em apenas um ano", explica Gaspar. As áreas que mais chamam a atenção dos estudantes estrangeiros são direito, administração, comunicações, artes e design.

Visitas de negócios, turismo ou estudos por um período de até seis meses, não precisam de obtenção de visto antes da viagem. Além disso, estrangeiros, mediante o visto de estudante, podem trabalhar até 20 horas semanais durante o período letivo e até 40 horas semanais durante as férias escolares. "A atividade remunerada deve ser encarado apenas como um extra, não podendo ser a principal fonte de renda do estudante", diz a funcionária do consulado britânico Marina Zelenoy.

O departamento de imigração do país tem sido cada vez mais rigoroso com brasileiros. Visitantes com documentos irregulares podem ser obrigados a retornar a seus países de origem. O rigor se deve principalmente ao grande número de problemas com trabalho e permanência ilegais envolvendo brasileiros no país. Além de mostrar a passagem de volta, o estudante deve providenciar todos os documentos relacionados ao curso, provar que tem recursos financeiros para pagar a estadia e apresentar endereço do local em que deve ficar.

Perfil inglês
A Inglaterra tem 130.395 km² e integra o Reino Unido, juntamente com a Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales. O país tem como regime político a monarquia parlamentar. Seus principais representantes são a rainha Elizabeth e o príncipe Charles, pela família real, e Gordon Brown como primeiro-ministro.

O país inglês é predominantemente formado por planícies, mesmo havendo regiões de planaltos no norte (a Cadeia Pennine, as montanhas Cumbrian e as charnecas de Yorkshire) e no sudoeste (Cornualha, Devon e Somerset). Em relação às outras nações da União Européia, a densidade demográfica da Inglaterra é alta, com 376 pessoas por quilômetro quadrado -a maior parte dos países tem cerca de 117 pessoas por quilômetro.

Londres, a capital, é conhecida internacionalmente pela agitada vida cultural que oferece desde as melhores atrações musicais até exposições em museus e boas peças de teatro. Como nem tudo é perfeito, a cidade também tem reputação de ser cinza. O estigma se deve às cores neutras usadas em sua arquitetura. Há também os tons amarronzados, beges e pastéis.

O clima temperado faz com que o país tenha uma temperatura instável e passe a maior parte do ano nublado. Mesmo no verão, é recomendável sair sempre agasalhado, porque a garoa vem e vai várias vezes ao dia. É comum ouvir brasileiros reclamarem da falta de sol. Nada que uma "pint" (copo típico para cervejas) em um dos muitos pubs da cidade não cure.

Por terem grande importância no contexto histórico da Europa, os castelos da Inglaterra e seus museus e monumentos na capital e no interior merecem ser visitados. Para quem vai a Londres, o ônibus de dois andares, as cabines telefônicas, o Palácio de Buckingham, o Big Ben e a enorme "roda-gigante" projetada para a virada do milênio (The London Eye), à beira do rio Tâmisa, são algumas das atrações da cidade.

Veja também:
  • Palavras de brasileiros que estudaram na Inglaterra


  • FOTOS
    Inglaterra
    Big Ben é símbolo de Londres
    Outros países
    DICAS
    Antes de comprar a passagem, conheça melhor o seu destino
    DESTINOS
    Leia curiosidades sobre outros países:
    TESTES DE IDIOMAS
    Avalie sua habilidade
    em língua estrangeira