UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA
ASSINE OS BOLETINS:
DICAS DE PORTUGUÊS,
UOL VESTIBULAR E
UOL LIÇÃO DE CASA


Dicas de Português
Por Paulo Ramos

Kafkiano ou kafkaniano?

Trecho de matéria sobre problemas jurídicos referentes à base que os Estados Unidos mantêm em Guantánamo, em Cuba:

- Em junho último, no entanto, dois juízes militares anularam as acusações contra dois prisioneiros, abrindo um precedente que torna o lugar mais e mais kafkaniano

Nesse processo de formação de palavras, há acréscimo do sufixo "(i)ano" (e não "niano").

O sufixo significa "relativo a", "proveniente de".

No caso, relativo ao escritor Franz Kafka ou a temas ligados a ele ou a suas criações literárias.

É por isso que se escreve "kafkiano", e não "kafkaniano":

- Em junho último, no entanto, dois juízes militares anularam as acusações contra dois prisioneiros, abrindo um precedente que torna o lugar mais e mais kafkiano

Vale a mesma explicação para outras palavras semelhantes, como "machadiano", "drummondiano", "freudiano", "rosiano" (relativo a Guimarães Rosa).

Há apenas um senão: palavras que terminem em "e" ou em ditongo formado por "e".

Nessas situações, o sufixo é com "e", "eano".

Exemplos: "daomeano", "arqueano", "galileano".

Um abraço,
Paulo Ramos


Paulo Ramos é jornalista, professor e consultor de língua portuguesa do Grupo Folha-UOL.

E-mail: peramos@uol.com.br



PEGADINHAS
mais pegadinhas
Ditado de Palvras