UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

26/04/2006 - 16h22
Começam em junho as inscrições para bolsas no Reino Unido

Da Redação
Em São Paulo


Começam no início de junho as inscrições para o Programa Chevening de 2007, que oferece bolsas de estudos em instituições acadêmicas do Reino Unido. As inscrições devem ser enviadas ao do British Council -instituição que administra o programa para o Ministério das Relações Exteriores do Reino Unido, o FCO (Foreign and Commonwealth Office). O prazo vai até 15 de setembro.

Para participar, os candidatos devem ser brasileiros, residir e trabalhar no país, em regime de tempo integral, ter curso superior (graduação plena) e, preferivelmente, estar em início de carreira. É preciso ter pelo menos dois anos de experiência profissional, após a graduação, na área em que a bolsa for solicitada.

Também devem ter demonstrado potencial para assumir cargos de liderança, desejar estabelecer vínculos com o Reino Unido e ter um bom domínio da língua inglesa. As inscrições podem advir de vários setores: privado, público, sindical, organizações não governamentais e outros.

As bolsas são concedidas para um programa formal de estudos de até doze meses e não se aplicam a estágio ou a pesquisas. Os cursos devem ser diretamente relacionados à area de atuação do candidato e a sua carreira.

Programa
O programa Chevening é financiado pelo FCO (Foreign and Commonwealth Office) -Ministério das Relações Exteriores britânico- e administrado pelo British Council em todo o mundo. No Brasil, a administração do Programa Chevening está a cargo dos escritórios localizados em Brasília, Curitiba, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo.

Atualmente, as carreiras cobertas pelo programa são jornalismo, meio ambiente, direitos humanos, governo e políticas públicas, finanças e negócios bancários (prioridade para finanças e regulação do setor público), desenvolvimento econômico e social, comércio e indústria, principalmente nos seguintes setores de tecnologia aeroespacial, telecomunicações, desenho industrial, indústria cultural e de criação, energia, tecnologia ambiental e de construção civil, transportes e áreas do direito relacionadas com os setores mencionados.

As opções de línguas e artes estão excluídas do programa. Algumas bolsas destinam-se à universidade e a cursos de livre escolha do candidato. As bolsas especiais são vinculadas a determinadas instituições ou cursos.

Bolsas
O comitê de seleção espera oferecer bolsas que cubram um ou mais dos itens abaixo:

  • Taxa do curso;
  • Auxílio para a manutenção do bolsista (a estada da família não é coberta pela bolsa);
  • Auxílio para livros, tese, instalação e roupa de inverno.

    O limite máximo das taxas pagas pelo programa no Brasil é £ 12 mil (aproximadamente R$ 32.800, pelo câmbio do dia 09 de janeiro de 2006). Se o valor do curso exceder esse limite, o candidato deve pagar a diferença com recursos próprios. O pagamento da diferença deve ser feito à universidade, antes do início do curso. Os candidatos a cursos de MBA normalmente precisam cobrir a diferença.

    As passagens aéreas só são pagar pelo programa em alguns casos de bolsas especiais.

    Seleção
    Alguns dos critérios usados na seleção são os resultados obtidos no curso de graduação, resultado do IELTS, já ter obtido vaga na instituição acadêmica britânica (desejável), adequação do curso desejado à experiência e aos planos de carreira, demonstração do próprio potencial para tornar-se um líder e do desejo de estabelecer vínculos com o Reino Unido, desenvolvimento profissional até o momento.

    Os candidatos a cursos de MBA aprovados na primeira fase da seleção e que não tiverem anexado o resultado do GMAT (Graduate Management Admissions Test) ao formulário devem encaminhá-lo ao escritório do British Council antes da etapa da entrevista.

    Algumas universidades solicitam também o GRE (Graduate Record Examination), cujo resultado deve ser anexado ao formulário de inscrição ou levado para a entrevista.

    Outras informações podem ser obtidas pela Internet.






  • ÚLTIMAS NOTÍCIAS
    25/03/2008

    16h27- "Salário de professor só aumenta em ano eleitoral", diz ministro

    16h19- Acordo ortográfico não tem obstáculo na CPLP, diz Portugal

    15h26- Ministro da Educação diz que só um sexto dos alunos chegará à universidade

    15h05- Começa sabatina com ministro da Educação Fernando Haddad

    12h54- UOL transmite sabatina com ministro da Educação às 15h

    12h33- Como a Finlândia fez para ter as melhores escolas do mundo

    11h00- MEC classifica 37 municípios como modelos de ensino público

    10h52- Cinco pés de maconha são achados em campus da UFSC

    10h17- Federal da Paraíba recebe inscrições para vagas remanescentes

    09h23- Governo investiga receita de sucesso no ensino de 37 cidades

    ÍNDICE DE NOTÍCIAS