Topo

Erundina chama Marta de traidora e diz que ela "está no ar-condicionado"

Erundina discursa em minicomício em frente a conjunto residencial no Jaraguá, na zona norte Imagem: Marcelo Oliveira/UOL

Marcelo Oliveira

Do UOL, em São Paulo

23/11/2020 18h39

A deputada federal Luiza Erundina (PSOL), candidata a vice-prefeita de Guilherme Boulos, em agenda sem ele na zona norte da capital paulista, chamou a ex-prefeita e ex-senadora Marta Suplicy de traidora. Ela apoia a reeleição de Bruno Covas (PSDB).

"Marta está apoiando o Covas. Ela traiu o PT, traiu a esquerda e traiu o povo", disse.

Erundina ainda ironizou a diferença de recursos da campanha de Covas para a do PSOL.

"Enquanto estou aqui no calor do Cata Voto —como o PSOL chama o Erundinamóvel, picape na qual Erundina fica numa cabine de acrílico por integrar o grupo de risco para covid-19—, ela imitou a gente. Imitou não, pois está num caminhão, com ar-condicionado, com sofá de couro", afirmou.

O Martamóvel estreou no último sábado em uma agenda de Bruno Covas em Parelheiros, na zona sul. Procurada, ex-senadora não quis comentar as declarações de Erundina.

Maiores carreatas

Erundina realizou duas carreatas no Recanto dos Humildes, em Perus, e no Jardim Rincão, no Jaraguá, e fez um comício no Condomínio Residencial Noroeste 2, também no Jaraguá, obra do Minha Casa, Minha Vida iniciada em 2016 e ainda não concluída.

O evento reuniu militantes do PSOL, PT, PCdoB, PCB, MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto) e movimentos populares de moradia da zona norte.

No percurso, Erundina parou diante de obras que construiu na sua gestão, como prefeita: uma escola no Recanto dos Humildes e o conjunto habitacional Movimento Unido, no Jardim Rincão.

A ex-mutirante Piedade e a filha Tamares, eleitoras de Boulos por causa de Erundina Imagem: Marcelo Oliveira/UOL

"Ela vinha de botas aqui e comia com a gente. Antes de terminar a gestão dela, ela veio aqui e garantiu que receberíamos o resto do material de construção e o conjunto ficou pronto em 1994, como ela prometeu. Eu voto no Boulos por causa dela", contou Piedade da Silva, 56.

Chorando, a filha dela, Tamares da Silva, 30, que tinha quatro anos quando a sua casa ficou pronta, repetia que votava em Boulos por causa de Erundina. "Sei todos os detalhes da história que me contaram. Sou filha de mutirante", disse.

Segundo Erundina, em caso de governo do PSOL, os bairros mais pobres receberão mais recursos públicos.

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Erundina chama Marta de traidora e diz que ela "está no ar-condicionado" - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL