PUBLICIDADE
Topo

Prefeito de Guarulhos é acusado de compra de votos por adversário

Do UOL, em São Paulo

25/11/2020 04h00

A coligação partidária formada por PT, Rede e Solidariedade pediu ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) a cassação da chapa do prefeito e candidato à reeleição por Guarulhos, Gustavo Henric Costa (PSD), o Guti.

Os três partidos acusam Guti de compra de votos por distribuir cestas básicas na periferia antes do primeiro turno. Guti nega o uso eleitoral do benefício (leia mais abaixo). A denúncia ainda não foi analisada pela Justiça Eleitoral.

Em nota, Guti negou que a entrega de cestas básicas tenha viés eleitoral. "A Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Assistência Social realiza ações contínuas desde o primeiro ano da atual gestão, previstas e realizadas com base na legislação e normativa pertinente ao funcionamento dos programas, projetos e serviços da Política Pública de Assistência Social e da Política Pública de Segurança Alimentar e Nutricional."

O prefeito afirmou que, com a pandemia, a secretaria promoveu uma série de ações para reforçar o atendimento emergencial a famílias em situação de insegurança alimentar imediata.

"As ações incluíram o fornecimento de cestas básicas emergenciais desde o mês de abril, elaboradas com a utilização de insumos recebidos a título de doação, e também pelo Programa Alimento Solidário, em parceria com o governo do estado de São Paulo, beneficiando mais de 35 mil famílias", afirmou. Para Guti, a ação visa apenas "reduzir a vantagem apontada no primeiro turno das eleições".