PUBLICIDADE
Topo

Greve "surpresa" de ônibus no Rio atrapalha manhã de votação do 2º turno

29/11/2020 16h28

Motoristas de ônibus de linhas da Zona Oeste do Rio de Janeiro fizeram uma paralisação na manhã deste domingo (29), dia do segundo turno das eleições municipais. Responsável pelo transporte da região, o consórcio Transcarioca se disse surpreso pela paralisação, que foi criticada pelos candidatos à prefeitura do Rio, Eduardo Paes (DEM) e Marcelo Crivella (Republicanos). A preocupação era que a greve atrapalhasse a circulação de eleitores. Entre as reclamações que motivaram a movimentação, os motoristas alegavam que as empresas Futuro e Redentor pretendem dividir o 13º salário dos funcionários em oito parcelas. O Tribunal Regional Eleitoral afirmou que a paralisação, que terminou por volta das 11h, era ilegal.