UOL Notícias Empregos

04/08/2008 - 12h26

Português demitido por denunciar pedofilia protesta na Suíça



O português residente na Suíça Jorge Resende, demitido após denunciar um caso de pedofilia na rádio onde trabalhava, vai processar a empresa por demissão ilegal e iniciar um protesto diário em frente ao Parlamento suíço a partir do final do mês.

Jorge Resende vive há 18 anos na Suíça e trabalhava com informática na rádio Suisse Romande quando, em 2005, descobriu arquivos de conteúdo pedófilo no sistema de um alto funcionário da empresa, tendo sido demitido após denunciar o caso e ajudar a polícia nas investigações.

"No final de agosto, vou iniciar um protesto diário em frente ao Palácio Federal, o Parlamento suíço, distribuindo folhetos com informação sobre o meu caso para sensibilizar os políticos do país", afirmou Jorge Resende, em declarações à Agência Lusa.

O imigrante também pretende entrar com uma ação contra a rádio por demissão ilegal, tendo ainda o projeto de criar na Suíça uma fundação destinada a ajudar pessoas que são demitidas ou alvo de outro tipo de represálias por denunciarem crimes ou irregularidades nas empresas onde trabalham.

Esses não são os primeiros protestos realizados por Jorge Resende. Durante um mês, o imigrante viveu dentro de um carro estacionado à porta da empresa, em Lausanne, e chegou a fazer uma greve de fome, iniciada em junho e que se arrastou por 32 dias.

A greve foi interrompida no final do mês passado, quando um tribunal decretou que o português não poderia se aproximar da rádio nem circular em um perímetro de 800 metros à sua volta.

A ordem judicial foi solicitada pelo órgão de comunicação social, depois de Jorge Resende ter entrado nas instalações da rádio, sem autorização, com o intuito de falar com o diretor.

Um grupo de funcionários da empresa lançou um abaixo-assinado online (em www.petitionresende.ch) para pedir a readmissão do imigrante, tendo já reunido mais de 2.000 assinaturas.

Compartilhe:

    Encontre vagas de emprego na sua Área

    Concursos Previstos

    As mais lidas

    Hospedagem: UOL Host