UOL Notícias Empregos

28/09/2008 - 07h46

Relações pessoais são o que mais ajuda a encontrar vaga

Juliana Doretto
Em São Paulo
Estar desempregado não é motivo de vergonha para ninguém. Quem tem dificuldade de largar o pijama e se motivar se estiver em casa, pode procurar um cybercafé ou um escritório de um amigo, para dar um cenário mais profissional à empreitada da busca do emprego. Pode ser até mais saudável, porque o profissional irá conhecer mais gente.

"Tem pessoas que tendem a se esconder por vergonha, mas essa é a hora em que elas mais precisam aparecer. As relações pessoais são responsáveis por mais de 50% das recolocações", diz Elaine Saad, gerente-geral da Right Manager no Brasil.

Flávia Garbo, consultora da Luandre, lembra que os papéis podem se inverter. "Não pode se sentir constrangido de ligar para um colega. até porque, se hoje é ele quem precisa, amanhã pode ser o colega."

Além disso, é preciso flexibilidade: sem deixar o cronograma de lado, não permita que a agenda seja uma camisa-de-força. É necessário deixar horários livres, que serão ocupados pelas entrevistas de emprego que vierem, e fazer adaptações.

"O profissional deve jogar com sua agenda. Se teve dois encontros num dia, deixe mais tempo para a pesquisa no outro. Do mesmo modo como fazemos na nossa vida profissional", diz Saad.

Se quiser ocupar o dia com cursos, tome cuidado. Escolha aqueles de curta duração, de um dia ou no horário não comercial. Se você se comprometer com algo mais extenso e duradouro, pode ter problemas quando encontrar um novo emprego.

Compartilhe:

    Encontre vagas de emprego na sua Área

    Concursos Previstos

    As mais lidas

    Hospedagem: UOL Host