UOL Notícias Empregos

27/10/2008 - 16h29

Sai a concorrência nos cargos do Senado; para policial são 1.196 por vaga

Da Redação
Em São Paulo
A FGV (Fundação Getulio Vargas), organizadora da seleção, liberou nesta segunda (27) a concorrência em todos os cargos do concurso do Senado Federal. O posto mais disputado é o de policial legislativo, com 1.196,50 candidatos/vaga, seguido de técnico, na área de administração, com 1.043,70 c/v e de técnico em processo legislativo, com 615,20 c/v. Veja todas as concorrências aqui.

Ao todo, são 42.967 candidatos disputando 150 vagas, de nível médio e superior e com salários que vão de R$ 6.722,68 a R$ 13.879,95. Antes da divulgação dos editais, o diretor-geral adjunto do Senado e presidente da comissão do concurso, José Alexandre Gazineo, em entrevista à Rádio Senado, disse que esperava que o concurso atraísse mais de 500 mil candidatos.

Veja ainda o o número de candidatos em cada uma das cinco seleções, de acordo com o local de prova.

Avaliações
O concurso terá provas objetivas e discursivas, aplicadas em 9 de novembro, com gabaritos divulgados no dia 10. O resultado provisório da prova discursiva sai em 25 de novembro.

Haverá uma prova oral, para a especialidade de tradução e interpretação (aplicada em 3 de dezembro, com resultado no dia 4); teste de capacidade física e avaliação psicológica, para a área de polícia, e prova prática para analista de relações públicas e técnico em locução (aplicados de 2 a 4 de dezembro, com resultado no dia 5).

Para advogado e consultor, o exame objetivo será no dia 9, com gabarito divulgado no dia 10. E a segunda etapa, discursiva, será em 23 de novembro, com resultado provisório divulgado no dia 28.

Os exames serão realizados em sete cidades: Brasília (DF), Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Recife (PE) e Belém (PA). Os locais, datas e horários de realização das provas serão anunciados entre 13 e 31 de outubro.

Mais um concurso
No início de setembro, na cerimônia de entrega dos editais à presidência do Senado, para aprovação, o diretor-geral da instituição, Agaciel Maia, afirmou que, em 2009, o Senado pretende realizar nova seleção, com o objetivo de substituir todos os terceirizados que hoje atuam na Casa e repor mão-de-obra.

"Por problemas de ordem orçamentária, resolvemos fazer um concurso neste ano e outro em 2009 para atender as necessidades de reposição de funcionários da Casa", explicou Agaciel, em entrevista à Agência Senado.

Compartilhe:

    Encontre vagas de emprego na sua Área

    Concursos Previstos

    As mais lidas

    Hospedagem: UOL Host