UOL Notícias Empregos

07/11/2008 - 17h54

Prova do Senado segue horário de Brasília em todas as cidades

Da Redação
Em São Paulo
Os 42.967 candidatos inscritos no concurso do Senado Federal fazem neste domingo (9) as provas objetivas e discursivas. Em todas as cidades, o exame terá início às 13h do horário -- de verão -- de Brasília (DF). Quem está em município com horário diferente, Recife (PE) e Belém (PA), deve se adequar. Os exames, que seguem até as 18h, serão realizados também em Brasília (DF), Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte (MG) e Porto Alegre (RS).

O candidato tem de comparecer ao local de prova com antecedência mínima de uma hora, levando caneta esferográfica de tinta azul ou preta, comprovante de inscrição ou comprovante de pagamento da taxa de inscrição e documento de identidade original. Não será permitido o uso de lápis, lapiseira (grafite), corretor líquido ou borracha.


Os gabaritos serão divulgados na segunda (10). O resultado provisório da prova objetiva sai em 21 de novembro e, do exame discursivo, sai em 25 de novembro.

Para advogado e consultor, a segunda etapa, discursiva, será em 23 de novembro, com resultado provisório divulgado no dia 28. Haverá uma prova oral, para a especialidade de tradução e interpretação (aplicada em 3 de dezembro, com resultado no dia 4); teste de capacidade física e avaliação psicológica, para a área de polícia, e prova prática para analista de relações públicas e técnico em locução (aplicados de 2 a 4 de dezembro, com resultado no dia 5).

Concorrência
Estão em disputa 150 vagas, de nível médio e superior e com salários que vão de R$ 6.722,68 a R$ 13.879,95.

O posto mais concorrido é o de policial legislativo, com 1.196,50 candidatos/vaga, seguido de técnico, na área de administração, com 1.043,70 c/v e de técnico em processo legislativo, com 615,20 c/v. Veja todas as concorrências aqui. Consulte ainda o o número de candidatos em cada uma das cinco seleções, de acordo com o local de prova.

Mais um concurso
No início de setembro, na cerimônia de entrega dos editais à presidência do Senado, para aprovação, o diretor-geral da instituição, Agaciel Maia, afirmou que, em 2009, o Senado pretende realizar nova seleção, com o objetivo de substituir todos os terceirizados que hoje atuam na Casa e repor mão-de-obra.

"Por problemas de ordem orçamentária, resolvemos fazer um concurso neste ano e outro em 2009 para atender as necessidades de reposição de funcionários da Casa", explicou Agaciel, em entrevista à Agência Senado.

Compartilhe:

    Encontre vagas de emprego na sua Área

    Concursos Previstos

    As mais lidas

    Hospedagem: UOL Host