UOL Notícias Empregos

01/04/2011 - 06h00

Chefe tropa de elite e chefe vergonha alheia; veja outros oito tipos e descubra qual é o seu

Por Viviane Macedo
Em São Paulo

O relacionamento entre chefe e subordinado pode até ser tratado com seriedade - pensando em práticas cabíveis para diminuir as diferenças e melhorar a relação entre ambos. Mas não é bem esse o rumo que Beto Ribeiro, escritor e roteirista de TV, quis dar para o seu livro “Eu odeio meu chefe!”, da editora Universo dos Livros. A ideia foi outra: “divertir e usar o humor para fazer as pessoas refletirem sobre suas escolhas profissionais”, afirma Ribeiro. Segundo ele, o título foi “roubado” de tantas histórias, conversas de corredor e da famosa rádio peão. “Eu odeio meu chefe é a frase mais ouvida e falada no mundo corporativo”, conta.

 

E por que será que chefes conseguem despertar tanto o ódio de algumas pessoas? Para Ribeiro, essa relação é natural. “Todo chefe é chato aos olhos do funcionário. Faz parte da relação e tudo bem”, comenta. Segundo ele, o importante mesmo é entender o motivo pelo qual o chefe causa tanta aversão. “É porque ele não o incentiva? Ou porque ele exige demais de você? Seria por ele se achar o rei do pedaço? Ou porque você acha que é o rei do pedaço?”, questiona.

 

Os tipos de chefe

Em seu livro, Ribeiro listou 23 tipos de chefe. A definição vai desde “chefe paz e amor” até “chefe pinóquio”, ninguém foi poupado por ele, que diz conhecer todos esses tipos de perto. “Com certeza eu já convivi com todos eles e devo ter sido alguns tipos em diferentes momentos da minha vida”, conta. “Acho que um chefe não fica em apenas um arquétipo. A gente vai mudando de acordo com a idade, empresa, interesse. Hoje eu diria que sou um pouco o chefe tropa de elite”, intitula-se.

 

Questionado sobre qual dos tipos listados por ele seria o mais difícil de lidar, Ribeiro afirma que é impossível dizer qual é o mais chato. “Isso depende de quem sofre com o chefe”. Mas, para ele, o mais ridículo é o chefe vergonha alheia. “Este é daqueles que deixam os outros com vergonha por ele, que acha que está abafando o tempo todo”, descreve. O relacionamento com cada um deles vai depender muito do funcionário. “Uma relação é feita de duas vias, e a sua deve estar bem asfaltada e aberta”, brinca. 

 

Qual tipo de chefe é o seu?

E o seu chefe? Será que ele se enquadra em um desses tipos sugeridos pelo escritor? Nós listamos 10 deles e extraímos dicas do livro "Eu odeio meu chefe!", para você tentar reconhecê-lo e saber como lidar com ele.

 

 

Encontre vagas de emprego na sua Área

Concursos Previstos

As mais lidas

Hospedagem: UOL Host