UOL Notícias Empregos

17/10/2008 - 20h58

PF não pode aplicar teste de barra fixa dinâmica para mulheres

Da Redação
Em São Paulo
Nos seus próximos concursos públicos, a PF (Polícia Federal) não poderá aplicar às mulheres testes de barra fixa, na modalidade dinâmica. A decisão é da Justiça Federal no Distrito Federal e atende pedido feito pela Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão no DF. No exame, o candidato tem de levar seu próprio peso até ultrapassar o queixo na barra de ferro.

Em uma ação civil pública, a procuradoria alegou que, com o teste, a PF desconsiderou a diferença de potência muscular entre homens e mulheres.

Para comprovar essa desigualdade, o órgão usou dados sobre o último concurso público para papiloscopista da Polícia Federal. De cada três candidatas mulheres, duas falharam no teste. Já de cada dez candidatos homens, apenas dois foram reprovados.

A procuradoria considera ainda que o exame é uma forma de discriminação às mulheres, com a finalidade de dificultar o acesso delas aos cargos da Polícia Federal. A PF ainda pode recorrer da decisão.

As informações são da Procuradoria da República no Distrito Federal

Compartilhe:

    Encontre vagas de emprego na sua Área

    Concursos Previstos

    As mais lidas

    Hospedagem: UOL Host