UOL Notícias Erratas
 
15/03/2011 - 08h46

UOL Educação: 9 não é o ponto máximo da Escala Richter.

O artigo "Escala Richter: principal referência para medir terremotos", afirmava que 9 graus era o ponto máximo da referida escala. De fato, originalmente, a escala era assim. Atualmente, o Centro de Pesquisas Geológicas dos Estados Unidos já registrou pelo menos três terremotos de maior magnitude (9,5, por exemplo). Por isso, atualmente, fala-se em "escala aberta" de Richter. O artigo do Educação já foi devidamente corrigido.

Ainda no mesmo texto, havia um grave equívoco quanto ao caráter logarítmico da escala. Onde se afirmava que "um terremoto de grau 5 é 32 vezes mais forte que um de grau 4 e um terremoto de grau 9 é 900 vezes mais forte que um de grau 7", o correto é: "um terremoto de grau 5 é 10 vezes mais forte que um de grau 4 e um terremoto de grau 9 é 1000 vezes mais forte que um de grau 7.

 

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h59

    0,89
    3,174
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h06

    -0,92
    67.960,42
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host