UOL Notícias Notícias
 

28. Ministros do Supremo Tribunal Federal entram na cota de passagens da Câmara

Fernando Rodrigues
Colunista do UOL, Em Brasília
atualizada em 05.05.2009
Para enviar e-mails para os personagens envolvidos, passe o mouse sobre o nome e clique para acessar o endereço eletronico de cada um.
Mais
Blog do Fernando
Poder e Política

Data de Divulgação

17.04.2009

O escândalo

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, e seu colega de corte Eros Grau aparecem como beneficiários da cota de passagens de dois deputados federais, publicou o site Congresso em Foco. Como esses ministros pagaram pelas suas viagens, apresentando comprovantes, a reportagem diz haver "indícios de que ambos tenham sido vítimas de um mercado paralelo de bilhetes pagos com dinheiro público".

As cotas de passagens usadas foram dos deputados Paulo Roberto (PTB-RS) e Fernando de Fabinho (DEM-BA), respectivamente pra Gilmar e Eros Grau.

Os 6 bilhetes usados por Gilmar Mendes e sua mulher, a secretária-geral do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Guiomar Lima Mendes, serviram para uma viagem do casal para Nova Iorque e para Fortaleza.

O ministro Eros Grau tem comprovante de que sua passagem foi paga pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro. A viagem entre São Paulo e Rio de Janeiro aconteceu no dia 31 de março de 2008, no voo JJ 3940, entre os aeroportos de Congonhas e Santos Dumont.

É possível que servidores dos deputados citados tenham comercializado as passagens dos congressistas. "Acredito que tanto eu quanto o ministro Gilmar Mendes fomos vítimas de um esquema", afirma Paulo Roberto.

O que aconteceu?

Nada.

Acompanhe os escândalos

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,24
    3,734
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h19

    0,36
    94.393,07
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host