UOL Notícias Notícias
 

101. 828 servidores ignoram censo interno do Senado

Fernando Rodrigues
Colunista do UOL, Em Brasília
atualizada em 10.11.2009
Para enviar e-mails para os personagens envolvidos, passe o mouse sobre o nome e clique para acessar o endereço eletronico de cada um.
Mais
Blog do Fernando
Poder e Política

Data de Divulgação

21.10.2009

O escândalo

O Correio Braziliense (aqui) mostra que 828 funcionários do Senado ignoraram o censo interno. O recadastramento determinado pela Direção-Geral da Casa serviria para descobrir servidores fantasmas da Casa.

O número corresponde a 13,2% do total do quadro de pessoal, incluindo efetivos e comissionados. O órgão havia garantido que quem não atendesse ao chamado teria o pagamento suspenso. Depois das faltas ao censo, prometeu fazer uma análise detalhada dos dados para estipular uma possível punição.

Segundo o jornal, a mudança na postura da direção pode ser constatada pelos próprios servidores. Os avisos emitidos na intranet sobre o censo antes ressaltavam o corte dos vencimentos. O último, no entanto, indica que os resultados ainda não são conclusivos.

O levantamento foi a segunda tentativa da Casa de recadastrar os servidores. Inicialmente, o levantamento devia ter terminado em 25 de setembro. Na ocasião, apenas 64% dos servidores haviam preenchido os formulários. Os retardatários receberam mais 21 dias para prestar as informações.

Em 30 de outubro, o Estadão (aqui) mostrou que a suspeita da existência dos fantasmas era verdadeira. Parte dos funcionários omissos no recadastramento recebem salários sem trabalhar.

Segundo o jornal, Lincoln Pereira Uzai Silva, 22 anos, é lotado na liderança do PR desde 2005, quando ganhou o emprego de Magno Malta (PR-ES). Mas ninguém o conhece em Brasília nem no escritório político em Vitória. (aqui)

Já Wanda de França Avelino foi nomeada em 15 de março de 2007 para trabalhar no gabinete de João Vicente Claudino (PTB-PI), da Mesa Diretora. Mas, em horário de expediente, a reportagem do Estadão a localizou trabalhando num restaurante em Teresina (PI). (aqui).

Em 06 de novembro, Wanda foi demitida (aqui)

O que aconteceu?

Em 27 de outubro, o Senado anunciou o corte dos vencimentos de 503 servidores, mas os cortes não ocorreram e foi anunciado uma nova chance àqueles que não se cadastraram. (aqui)

O recadastramento terminou no dia 6 de novembro (aqui). De acordo com levantamento da Casa, dos 6.277 servidores efetivos e comissionados, 40 não concluíram o cadastro. Destes, 26 começaram, mas não terminaram, e 14 não chegaram a começar o recadastramento. Os servidores que se recadastraram tiveram os salários suspensos e poderão sofrer processo administrativo.

Acompanhe os escândalos

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,19
    4,040
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h23

    -0,13
    94.360,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host