UOL Notícias Notícias
 

91. Papaléo Paes (PSDB-AP) quis contratar mulher de Agaciel Maia para trabalhar em seu gabinete

Fernando Rodrigues
Colunista do UOL, Em Brasília
atualizada em 04.09.2009
Para enviar e-mails para os personagens envolvidos, passe o mouse sobre o nome e clique para acessar o endereço eletronico de cada um.
Mais
Blog do Fernando
Poder e Política

Data de Divulgação

03.09.09

O escândalo

A Folha Online (aqui) mostrou que o gabinete do senador Papaléo Paes (PSDB-AP) decidiu contratar Sânzia Maia, mulher do ex-diretor-geral do Senado Agaciel Maia.

O senador confirmou o desejo de contratá-la, apontada pelo tucano como um "gesto de humanidade". Papaléo negou que tenha recebido pedido do próprio Agaciel ou do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP),

Atualmente, a mulher de Agaciel está trabalhando na gráfica do Senado. Recebe o valor de R$ 3.302,42, segundo Papaléo, e não terá nenhum reajuste com a mudança de lotação. Sânzia permaneceu de 1999 até 2008 em uma situação considerada irregular na Casa. Foi nomeada pelo próprio marido para comandar a Secretaria de Estágios, mesmo com a Lei 8.112/90, que trata do Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União, proibindo que se mantenha sob sua chefia imediata, em cargo ou função de confiança, cônjuge, companheiro ou parente até o segundo grau civil. Ela acabou exonerada da função em 2008 quando o STF (Supremo Tribunal Federal) proibiu o nepotismo nos três Poderes.

O que aconteceu?

Senadores do PSDB pressionaram Papaléo para não contratar Sânzia.

A mulher do ex-diretor desistiu de ocupar o novo cargo (aqui).

Acompanhe os escândalos

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,24
    3,734
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h19

    0,36
    94.393,07
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host