UOL Notícias Notícias
 

92. Câmara perdoa 85% das faltas dos deputados

Fernando Rodrigues
Colunista do UOL, Em Brasília
Para enviar e-mails para os personagens envolvidos, passe o mouse sobre o nome e clique para acessar o endereço eletronico de cada um.
Mais
Blog do Fernando
Poder e Política

Data de Divulgação

07.09.2009

O escândalo

Segundo reportagem da Folha (aqui), a Câmara perdoou 85% de todas as ausências dos deputados na legislatura que começou em fevereiro de 2007.

O argumento de "missão oficial" fora do Congresso foi a justificativa mais usada pelos congressistas. Há picos de faltas no esvaziamento em dias próximos a feriados, fins de semana ou festas regionais.

A reportagem mostra também uma retomada no crescimento do fenômeno da "indústria das faltas" após um recuo ocorrido em 2007.

O índice de presença dos deputados vem caindo nos dias de votação (terças, quartas e quintas-feiras de manhã). Depois de ter atingido uma média de 86% de presença em 2007 (441 dos 513 deputados, em média), o mais alto dos últimos anos, o índice nos primeiros sete meses de 2009 caiu para 83% (426).

O ranking dos 20 dias de votação mais esvaziados da atual legislatura mostra, em primeiro lugar, o dia 17 de julho de 2007, o último antes do recesso do meio do ano.

O fenômeno se repete em 2009. Enquanto a média de falta dessa legislatura é de cerca de 78 ausências, na quinta-feira que antecedeu o Carnaval de 2009 houve um pico, com 216 faltas (172 foram abonadas).

O que aconteceu?

Nada.

Acompanhe os escândalos

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,24
    3,734
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h19

    0,36
    94.393,07
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host