UOL Notícias Notícias
 
26/07/2010 - 16h04 / Atualizada 26/07/2010 - 17h15

IBGE estuda estratégias para recensear cidades atingidas por chuva em Alagoas e Penambuco

Isabela Vieira
Da Agência Brasil
No Rio de Janeiro

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) avalia estratégias para não deixar de fora do Censo 2010 os domicílios afetados pelas chuvas de junho em Alagoas e Pernambuco, disse hoje (26) o presidente do órgão, Eduardo Pereira Nunes, durante o seminário que debate a pesquisa nacional que começará a fazer o recenseamento em 58 milhões de domicílios do país a partir da próxima semana.

"Nesses municípios alagoanos e pernambucanos, o IBGE avalia a maneira de coletar exaustivamente a população para que eles não sejam prejudicados. Obviamente, o censo encontrará a população em domicílios temporários", afirmou Pereira Nunes. "Estamos trabalhando até com a possibilidade de incluir nesses estados, três quesitos adicionais no questionário para identificar quem são os moradores que se deslocaram dos municípios afetados para outros municípios", completou.

De acordo com o presidente do IBGE, um pré-recenseamento havia sido feito em 2009 para apontar os domicílios brasileiros para o Censo 2010. Com base nessas informações, que inclusive auxiliaram a Defesa Civil na identificação das vítimas das chuvas, deve ser feito o censo. Para efeito do cálculo do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), Pereira Nunes também disse que a orientação do Ministério do Planejamento é de utilizar os dados do ano passado, "que não estão sujeitos a esse tipo de esforço adicional".

O repasse do governo federal para os municípios por meio do FPM é uma determinação que consta da Constituição e tem como base o número de habitantes de uma dada localidade.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,73
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,00
    65.010,57
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host