UOL Notícias Especial PAC
 

15/06/2009 - 15h59

Em primeiro balanço estadual do PAC, Dilma comemora baixa de juros

Piero Locatelli
Do UOL Notícias
Em Brasília
A ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) comemorou a baixa dos juros e recebeu elogios da oposição na primeira vez em que ela apresentou o desempenho das obras do PAC (Programa de Aceleração de Crescimento) com dados de uma unidade da federação, nesta segunda-feira (15), no Distrito Federal. Esta é a primeira apresentação de uma série que a ministra fará por Estados de todo o país, sem o presidente Lula, a partir desta semana.

"Hoje temos a redução da Selic a casa de um dígito sem comprometer a estabilidade. Podemos reduzir os juros, o que é um grande ganho," disse Dilma, reafirmando que o Brasil sairá bem da crise econômica. "O Brasil conseguiu dois grandes ganhos. Primeiro, a estabilidade e a consolidação da democracia e segundo a estabilidade macroeconômica. Hoje damos passos largos nesse sentido. É possível o Brasil crescer com estabilidade", afirmou a ministra. Na semana passada, o Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central) reduziu a taxa básica de juros (Selic) para 9,25% ao ano, chegando pela primeira vez a um nível menor que 10%.

O otimismo de Dilma também foi compartilhado pelo governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, do DEM - partido de oposição ao governo. Arruda agradeceu a "maneira suprapartidária, correta, como o governo federal tem tratado todos os pleitos que dizem respeito a Brasília".

O PAC destina R$ 9,4 bilhões ao Distrito Federal e à Rise (Região do Desenvolvimento Integrado do Entorno), região de cidades próximas a Brasília, conhecida como "entorno do DF". O setor de rodovias é o que recebeu mais verbas (R$ 3,2 bilhões), mas apenas 17% das obras na área estão prontas. Outras 67% estão em andamento e a expectativa é de que sejam finalizadas em 2010.

De acordo com a ministra Dilma, o programa Luz para Todos chegou a 76% da sua meta no Distrito Federal e entorno. Já em habitação e saneamento, com R$ 1,6 bilhão investidos, 37% dos 39 projetos na área estão em obras. Também estão previstos R$ 73 milhões para a construção de 1.889 moradias.

Outros R$ 290 milhões são destinados a um sistema de abastecimento, previsto para entrar em funcionamento em setembro de 2010.

Últimas Notícias do PAC

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host