UOL Notícias
 
 

PNAD

Pesquisa Nacional
por Amostra de Domicílios

Pesquisa feita em domicílios do país para coletar dados como migração,
educação, rendimento, trabalho infantil e fecundidade, entre outros

  • Imagem: PNAD
08/09/2010 - 10h00

Famílias que ganham mais têm mais filhos na escola, mostra IBGE

Rafael Targino
Do UOL Educação
Em São Paulo

A Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) 2009, divulgada nesta quarta-feira (8) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), mostra que as famílias com renda per capita igual ou superior a um salário mínimo têm mais filhos entre 6 e 14 anos na escola do que as que ganham menos.

Segundo a pesquisa, 99% das crianças em idade escolar vindas de famílias com renda acima de um salário mínimo (atualmente em R$ 510) por pessoa estão matriculadas na escola. Esse percentual cai para 96,5% das crianças oriundas de famílias com renda per capita inferior a 25% do salário mínimo. O percentual de adesão à escola aumenta gradativamente de acordo com os ganhos da família.

A taxa de escolaridade – que é calculada dividindo-se o número de matriculados em escolas pela população total em determinada faixa etária – é alta no grupo entre 6 e 14 anos, se for excluído o filtro de renda: 97,6% dos jovens nessa idade estão na escola (crescimento de 0,1 ponto percentual em relação a 2008). Entre 7 e 14 anos, o índice sobe para 98% (aumento de 0,1 ponto percentual).

Após serem matriculados, os brasileiros com 10 anos ou mais passam, em média, 7,2 anos na escola. O tempo de estudos aumentou um mês em relação à Pnad 2008 e pouco mais de sete meses em relação à pesquisa de 2004.

Leia mais

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,56
    3,261
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h21

    1,28
    73.437,28
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host