UOL Notícias Posse de Barack Obama: O novo presidente dos EUA
 

20/01/2009 - 13h31

Obama deve priorizar união e desafios em discurso de posse

Do UOL Notícias*
O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, enviará em seu discurso de posse uma mensagem de esperança e um pedido de mobilização generalizada para que o país consiga superar os desafios.

"Ele fará um pedido aos americanos para que façam mais do que fazem agora, para que se comprometam e participem mais na mudança para melhorar este país", declarou Robert Gibbs, futuro porta-voz da Casa Branca, em uma entrevista ao canal CNN.

"Porém, também nos recordará e ao mundo inteiro que os americanos já enfrentaram no passado enormes desafios, que superaram unidos como país e como povo para que as futuras gerações pudessem viver em um mundo melhor", acrescentou.

Os passos da posse
Barack Obama, deu início às cerimônias de posse com um ofício religioso, acompanhado pela mulher, Michelle. O casal chegou à Casa Branca para um café com o atual presidente George W. Bush e o vice Dick Cheney, por volta das 13h30 (horário de Brasília).

Obama, sorridente, beijou Laura na face e apertou cordialmente a mão de Bush que lhe deu um tapinha no ombro; Michelle Obama beijou o casal Bush e entregou um presente a Laura.

Antes, Obama e Michelle foram levados de carro até a igreja Episcopal St. John para uma cerimônia de cerca de uma hora. O casal presidencial estava acompanhado pelo vice eleito, Joseph Biden, e sua esposa Jill.

Às 12h desta terça-feira (15h de Brasília), Barack Obama fará o juramento para tomar posse como o 44º presidente do país, um acontecimento inédito para os Estados Unidos, que terá seu primeiro líder negro. Depois, acompanhado de seu vice, Joe Biden, Obama realiza o trajeto do desfile do Capitólio até a Casa Branca (previsto para começar às 17h30 do Brasil).

Em um telegrama enviado nesta terça, o Papa Bento XVI pediu ao novo presidente que promova a paz e a cooperação entre as nações. "Rezo para que se comprometa em promover a compreensão, a cooperação e a paz entre as nações", escreveu.

Mais de 2 milhões de pessoas enfrentam 6 ºC negativos em Washington para assistir à cerimônia. Grupos cantam slogans como "Yes, we can" (Sim, nós podemos) e "USA, USA" (sigla para EUA, em inglês). Televisores foram instalados ao redor do National Mall para que todos possam ver o presidente.

A polícia do serviço secreto americano fez um cerco nos arredores do Capitólio para conter a multidão que lota a região e causa o fechamento das estações de metrô próximas ao National Mall, informa o jornal "Washington Post".

Primeiro compromisso como presidente
A agenda presidencial de Obama será inaugurada já nesta tarde. Assim que retornar à Casa Branca, após as festividades, o presidente é esperado no Salão Oval para sua primeira reunião oficial. Na pauta, política externa e economia.

Conselheiros e analistas financeiros discutirão com Obama como enfrentar a prioridade de seu governo, a crise econômica mais grave do país desde a Grande Depressão de 1929. No último mês de 2008, o desemprego nos EUA saltou para 7,2%, o maior percentual em 16 anos.

Obama já anunciou que se reunirá com militares para implementar uma mudança de comando nas operações em andamento no Iraque e no Afeganistão. Promessa eleitoral que lhe rendeu muitos votos, o plano de retirada das tropas americanas do Iraque, seis anos após a invasão, deve ser discutido com o Pentágono para que a operação termine em 16 meses.

No Afeganistão, no entanto, Obama já manifestou intenção de ampliar o número de militares no país, em operação que ele considera essencial na nova era do combate ao terrorismo.

Da Redação, com informações de Fernanda Brambilla, em Washington, Folha Online e agências internacionais

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h29

    -0,29
    4,180
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h38

    0,53
    108.065,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host