UOL Notícias Notícias
 

01/03/2010 - 17h27

Passageiros chilenos ocupam aeroporto do Rio sem saber quando voltarão pra casa

Vitor Abdala
Da Agência Brasil
No Rio de Janeiro

Dezenas de passageiros chilenos ocupam os saguões do Aeroporto Internacional Galeão Tom Jobim, no Rio de Janeiro, esperando uma oportunidade para voltar para casa. Desde sábado (27), todos os voos que saem do Rio com destino à Santiago, foram cancelados devido ao fechamento do aeroporto da capital chilena, provocado pelo terremoto no Chile.

Um grupo de mais de 50 chilenos está acampando no Terminal 2 do aeroporto, sem saber quando poderão embarcar de volta. Sem dinheiro, muitos deles não puderam dormir em hotéis e, por isso, aguardam o embarque no próprio aeroporto há três dias.

Um dos cidadãos chilenos nessa situação é Nancy Velásquez, que embarcaria para Santiago no sábado (27), em um voo da TAM. “No sábado, todos dormimos aqui. Às cinco da manhã [de domingo] estávamos todos acordados, passando frio, sem cobertores, sem nada. Ainda não temos nenhuma informação sobre o nosso voo. Então, provavelmente vamos dormir mais um dia aqui no aeroporto”, disse.

No terminal 1, a movimentação era grande em frente ao balcão da companhia aérea Lan Chile. A expectativa era grande já que a companhia recebeu autorização do Chile para decolar com um avião, hoje, do Rio de Janeiro. Mas apenas alguns passageiros embarcaram no voo que decolou nesta tarde. Muitos ficaram de fora, já que seis voos da companhia foram cancelados desde o último sábado.

Miguel González, que voltaria a Santiago na tarde de sábado, continuava esperando, com a família, uma oportunidade para embarcar. Ele reclamou da pouca atenção recebida por parte da companhia aérea.

“A Lan Chile não tem culpa pelo desastre natural, mas o que me incomoda é que eles disseram que pagariam estadia e comida, e isso não aconteceu”, disse González, que está em um hotel desde o cancelamento de seu voo.

Já Martín Seeger, que está no Rio há quase um mês, voltaria a Santiago na tarde de hoje. Mas ao ver que só embarcaria depois dos passageiros de sábado e domingo, ficou desanimado, sem saber quando poderá voltar a Santiago.

Por meio de sua assessoria de imprensa, a Lan Chile informou que não prometeu arcar com as despesas dos passageiros e que não tem essa responsabilidade. A empresa chilena informou ainda que não sabe quando poderá decolar com um segundo avião. A TAM e a Gol também informaram que não têm previsão de quando voltarão a voar para o Chile.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host