UOL Notícias Notícias
 

02/03/2010 - 13h49

Chile amplia toque de recolher em Concepción por 18 horas

Do UOL Notícias*
Em São Paulo
  • Homem protege propriedade com escopeta em Talcahuano; moradores temem saques

    Homem protege propriedade com escopeta em Talcahuano; moradores temem saques

Atualizada às 15h30

Internautas divergem sobre o tratamento prestado a quem quer voltar ao Brasil

O toque de recolher em Concepción, uma da regiões mais afetadas pelo terremoto no Chile, foi ampliado nesta terça-feira (2) para 18 horas para garantir a ordem pública, informou o general do Exército Guillermo Ramírez.

A partir de agora, o toque de recolher passa a começar mais cedo, às 18 horas locais (mesmo fuso em Brasília), e não mais às 21 horas. O término está previso para o meio-dia de quarta-feira. 

Tremor no Chile mudou eixo da Terra e encurtou os dias

O terremoto que atingiu o Chile pode ter mudado o eixo de rotação da Terra de modo permanente, deixando os dias 1,26 microssegundo mais curtos.

“Qualquer evento que envolva o movimento de massa afeta a rotação do planeta”, afirmou o cientista da NASA Benjamin Fong Chao, em entrevista à rede norte-americana CNN.

Assim, o terremoto no Chile, com 8,8 graus de magnitude, ao provocar o deslocamento de um grande volume de terra, alterou o modo como o globo gira e, por consequência, a duração dos dias

O objetivo do toque de recolher é manter a ordem em Concepción, afetada por uma onda de saques desde o terremoto de 8,8 graus na escala Richter que abalou o Chile no último sábado.

O governo chileno tentava acelerar hoje a distribuição de ajuda humanitária a milhões de pessoas afetadas pelo terremoto e os tsunamis, enquanto se mantinha o toque de recolher na segunda maior cidade do país devido aos saques.

Apesar da chegada de milhares de soldados para ajudar a polícia local, as autoridades lutam para restaurar a ordem em Concepción, muito afetada pelo tremor de magnitude 8,8, que matou pelo menos 763 pessoas.

A presidente chilena, Michelle Bachelet, afirmou hoje que a situação na cidade de Concepción está "sob controle", depois do reforço militar.

"A ajuda do governo tem sido lentíssima, muito lenta", disse a professora Carolina Contreras, de 36 anos, que vive perto de Concepción.

Moradores da cidade estão se organizando em grupos para proteger suas propriedades e a prefeita afirmou que os saqueadores estão ficando mais organizados.

TV mostra imagens exclusivas de tsunami no Chile

Bachelet recebeu hoje a visita da secretária de Estado americana, Hillary Clinton, que desembarcou em Santiago nesta terça-feira, prometeu hoje toda a ajuda necessária para que o Chile supere a tragédia causada pelo terremoto que no sábado atingiu o país.

"Estamos dispostos a ajudar seja como for. Assim comuniquei ao Governo, por meio da presidente (Michelle Bachelet), e também o farei ao presidente eleito (Sebastián Piñera)", disse Hillary depois de se encontrar com Bachelet em uma base aérea em Santiago.

A chefe da diplomacia americana elogiou o fato de as equipes de resgate chilenas terem sido as primeiras a chegar a Porto Príncipe após o terremoto no Haiti. "Agora, nós faremos o mesmo por vocês. E quando as últimas (equipes de resgate) forem embora, nós continuaremos aqui, como amigos do Chile".

Depois do encontro com Bachelet, Hillary se reuniu com o presidente eleito do Chile, Sebastián Piñera. Ele afirmou que cogita a possibilidade de ampliar a zona de catástrofe do país. "Estamos avaliando, em nosso futuro governo, estender esse estado de catástrofe a outras regiões, de forma tal que as soluções em matéria de ordem pública, água potável, eletricidade, serão mais rápidas e efetivas", afirmou Piñera, que tomará posse em 11 de março.

Hillary já deixou Santiago e segue para o Brasil, onde se encontrará com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta quarta-feira, em Brasília.
 

* Com informações das agências internacionais

 

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h39

    -0,07
    3,133
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h40

    -0,90
    75.305,93
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host