UOL Notícias Notícias
 

08/03/2010 - 17h15

Crianças chilenas voltam às aulas após terremoto

Da AFP

Um milhão e 800 mil alunos (80% da rede de ensino) iniciaram nesta segunda-feira o ano escolar no Chile, depois da tragédia causada pelo terremoto há duas semanas, embora nas zonas sinistradas muitos estabelecimentos não puderam reabrir suas portas.

"Espero que não haja outros tremores, mas não tenho medo", disse um menino que entrava num colégio de Santiago.

No Liceu Experimental Manuel de Salas, um tradicional colégio privado da comunidade de Ñuñoa en Santiago, o primeiro dia de aulas foi um momento para as crianças relatarem suas experiências com o terremoto.

"Disse a minha professora que minha mãe chorou muito, e que fiquei com medo", comentou Joaquín, do Jardim de Infância do Liceu Manuel de Salas.

"É bom que as crianças voltem à escola, porque ficarão concentradas em outras coisas", dizia a mãe que acabava de levar a filha ao colégio.

O ano escolar no Chile começaria oficialmente no dia 3 de março, mas o terremoto obrigou as autoridades da educação a atrasar até esta segunda-feira o retorno às aulas.

As instituições que sofreram danos em sua estrutura abrirão mais tarde.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h29

    0,74
    3,281
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h36

    -1,89
    61.458,10
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host