UOL Notícias Notícias
 

15/03/2010 - 09h53

Chile sofre novo tremor de 6 graus; falha em rede elétrica provoca apagão

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

Um forte tremor secundário de 6 graus de magnitude foi sentido nesta segunda-feira (15) no Chile, duas semanas depois do terremoto e posterior tsunami que matou centenas de pessoas e provocou muitos danos estruturais, informou o Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS).

Saiba mais sobre o Chile

  • População: 16 milhões

    Religião: Católicos (70%), evangélicos (15%), outros (6,7%), ateus (8,3%)

    Expectativa de vida: 77 anos

    PIB per capita: US$ 14.700

O tremor, uma das 200 réplicas sentidas no país desde o terremoto de 8,8 graus de 27 de fevereiro, foi registrado às 8h08 locais (mesmo horário de Brasília), com epicentro a 110 quilômetros ao noroeste da cidade costeira de Concepción.

O terremoto foi registrado a uma profundidade de 10 quilômetros, segundo o USGS.

Não bastassem as sucessivas réplicas do terremoto de magnitude 8,8 do dia 27 de fevereiro, que causou tsunamis e destruiu rodovias e vilarejos, os chilenos enfrentaram ontem um grande apagão, deixou a maior parte do país sem energia por horas na noite de domingo

A eletricidade foi retomada rapidamente, mas a falha na principal rede elétrica da nação andina foi mais um teste para o presidente Sebastián Piñera, que assumiu o cargo na semana passada e tem a tarefa de reconstruir o país depois do gigantesco terremoto.

As luzes se apagaram às 20h50 (horário local e de Brasília), afetando milhões de pessoas e grande parte das principais cidades do Chile em uma extensão territorial de mais de 2 mil quilômetros, desde o norte da capital Santiago a Puerto Montt, no sul.

A cidade de Concepción, devastada pelo terremoto de fevereiro, estava entre as que sofreram o blecaute, e algumas das principais minas de cobre do país interromperam a produção.

Logo depois da meia-noite, a energia voltou para cerca de 90 por cento do Chile, um país comprido, estreito e produtor de cobre, frutas e vinho e um dos mais desenvolvidos da região.

A gigante estatal de mineração Codelco, maior produtora de cobre do mundo, disse que o apagão incidente causou o breve fechamento de suas minas na região central do Chile.

A divisão Teniente da empresa operou com equipamentos de emergência e a produção foi parcialmente afetada, segundo um funcionário da mineradora.

O mina Escondida da mineradora BHP Billiton, a maior mina de cobre do mundo, estava operando normalmente e não foi afetada, disse um líder sindical.

O Sistema Interconectado Central, ou o SIC, foi a rede elétrica afetada. Ela fornece energia para diversas cidades, inclusive a capital.

* Com agências internacionais

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h40

    -0,13
    3,164
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h48

    2,17
    70.123,35
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host