UOL Notícias Especial Trânsito
 
A mais importante obra viária de Salvador nos últimos 30 anos deverá ser executada pelo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), um projeto lançado pelo governo federal. Com um investimento de R$ 381 milhões, sendo R$ 339,3 milhões do governo federal, e o restante, R$ 41,7 milhões da administração estadual, a Via Expressa promete uma grande modificação no trânsito na área central da capital baiana.

Com extensão de quase 4,3 quilômetros, a Via Expressa vai ligar o Porto de Salvador à BR-324, estrada que une as duas principais cidades da Bahia: a capital e Feira de Santana. Projeções feitas por técnicos do governo baiano revelam que cerca de 59 mil veículos e 3.400 caminhões por dia deverão utilizar a Via Expressa -o prazo de conclusão das obras é o final de 2010.

Segundo o coordenador do projeto, Armindo Gonzáles, foram necessários sete meses de estudos para a aprovação de todas as etapas das obras. González disse que as questões ambientais foram aprovadas por unanimidade pelo Conselho Municipal de Meio Ambiente, o que reduz os riscos de algum imprevisto para atrasar os trabalhos.

A Via Expressa vai ter 4,3 mil metros, passando por Água de Meninos, Ladeira do Canto da Cruz, Estrada da Rainha, Largo dos Dois Leões, Avenida Heitor Dias, Rótula do Abacaxi, até chegar à Ladeira do Cabula, alcançando a BR-324.

No percurso, haverá três túneis, quatro passarelas, 14 elevados (4,1 mil metros), uma ciclovia, 35,5 mil metros de passeio e 23,2 mil metros de pista de rolamento com 10 faixas de trânsito (quatro exclusivas para veículos de carga).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,79
    3,152
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h22

    1,18
    65.148,35
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host