UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA

- Saiba quem é
Fernando Rodrigues



19/04/2006
Incapazes

Por Fernando Rodrigues
Brasília - DF


É de uma incompetência ímpar o trabalho recente da oposição. Tome-se o caso da CPI dos Bingos, também conhecida como CPI do fim do mundo. Decidiram convocar para depor o advogado Roberto Teixeira, compadre de Lula. Legítimo. Há indícios de que o amigo do presidente tenha andado influindo onde não deveria em Brasília.

Ocorre que a intimação para Teixeira depor chegou às mãos do advogado na parte da tarde de segunda-feira, em São Paulo. Ele teria de estar no dia seguinte, ontem, às 11h, em Brasília. Recusou-se. Qualquer pessoa normal faria o mesmo. Não sabia se estava sendo convocado como réu ou testemunha. Diante da negativa, apareceu o relator da CPI, senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), com a seguinte pérola:

"Ele impediu os procedimentos da Polícia Federal desde a semana passada. Ficou claro que havia uma armação para favorecê-lo".

Como assim? A data estampada na intimação era de 17 de abril, exatamente quando Roberto Teixeira a recebeu. Não contente com o desatino de Garibaldi, a direção da CPI dos Bingos produziu ontem de manhã uma ameaça sem pé nem cabeça. O presidente da comissão, senador Efraim Morais (PFL-PB), saiu-se assim: "Nós estamos chegando ao final da CPI sem o uso da força, mas, lamentavelmente, não há outro caminho a não ser este. Cabe à Polícia Federal trazê-lo para depor".

A CPI dos Bingos está na praça fazendo suas investigações há meses. Nada a impede de enviar as intimações com antecedência para as pessoas que precisam ser interrogadas. O procedimento usado com Roberto Teixeira -uma pessoa sobre a qual, repita-se, pairam muitos pontos de interrogação- revela desídia e incapacidade operacional.

Ontem, a CPI dos Bingos nem sequer conseguiu fazer uma sessão formal para votar requerimentos. Se é assim que a oposição pretende derrubar Lula, vai mal, muito mal.




COLUNAS ANTERIORES IMPRIMIR ENVIE POR EMAIL