UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA

- Saiba quem é
Fernando Rodrigues



06/11/2006
Prazo de validade

Por Fernando Rodrigues
Brasília - DF


Lula tem quatro anos pela frente. Mas o prazo de validade para o poder que recebeu das urnas é muito mais curto. Por uma idiossincrasia do modelo político brasileiro, um presidente só tem o primeiro ano para trabalhar de maneira integral e tentar adotar suas políticas mais polêmicas. Depois, é ladeira abaixo.

O ano para Lula é 2007. Será quando, diz ele, tentará enviar ao Congresso uma reforma política. Também será o momento de renovar sua política econômica para haver um crescimento mais robusto. Em setembro de 2007, os políticos já começarão a mudar de partido em preparação para as eleições nas 5.600 cidades no ano seguinte.

Em 2008, as disputas municipais tendem a paralisar o Congresso a partir de abril. Na administração federal, a pressão para liberação de verbas se torna infernal. É um ano em que dificilmente se aprova algo polêmico na Câmara e muito menos no Senado. Em 2009, voltam dezenas de deputados amuados para Brasília, choramingando as derrotas sofridas nas cidades no ano anterior. Esse terceiro ano de mandato é o da entressafra. Por coincidências obscuras, tem sido quando surgem escândalos ou crises. FHC em 1997 teve a compra de votos da reeleição.

Em 2001, ainda os efeitos do apagão e o baixíssimo crescimento econômico. Lula sofreu em 2005 grande abalo com o mensalão. Finalmente chega o último ano. No caso de Lula, ele será um político a caminho da aposentadoria. A Constituição, por enquanto, impede a reeleição para um terceiro mandato. Em 2010 o mundinho político será dominado pelos conchavos para ungir o presidente em 2011. Ou seja, o prazo para a administração petista é 2007. Se nada de relevante ocorrer logo no primeiro semestre, o final será pífio.


COLUNAS ANTERIORES IMPRIMIR ENVIE POR EMAIL