UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA

- Saiba quem é
Fernando Rodrigues



02/06/2007
"Christ Redeemer"

Por Fernando Rodrigues
Brasília - DF


Os jogadores da seleção brasileira de futebol entraram ontem em Wembley carregando uma faixa dizendo "Christ Redeemer". Pronuncia-se "Kraist Ri-dí-mêr". Em português, Cristo Redentor. É uma iniciativa da CBF de ajudar na campanha para transformar a famosa estátua carioca em uma das novas sete maravilhas do mundo. Esse é um caso curioso de unanimidade no Brasil.

Os tucanos José Serra e Aécio Neves já foram ao Rio para abraçar o Cristo. A petista Marta Suplicy está em campanha aberta. O governador fluminense, Sérgio Cabral, é do PMDB e tem grande interesse no assunto. Tudo num país cujo governo é laico, segundo palavras de Lula ao papa Bento 16.

Nada contra o Cristo Redentor, mas muito menos a favor de considerar a estátua de cimento e sem graça como o elemento mais bonito e significativo que o Brasil teria a oferecer à humanidade. Esplendoroso ali é a vista, talvez uma das mais belas do planeta.

Da estátua, a lembrança mais recente é de 2002, quando uma família de amigos suecos passou o Natal no Rio. O odor de urina era infernal. Ventava pouco e uma nuvem de mosquitos devorou os visitantes nórdicos. A vista, porém, era belíssima -a baía de Guanabara representaria melhor o Brasil como exemplo de "maravilha" local.

Mas acabou sendo o Cristo. A votação na internet já começou (new7wonders.com). Na semana passada, Mario Garnero escreveu um artigo exaltando o estado da economia, mas arranjou um jeito de recomendar o voto no Cristo.

Também está em curso uma votação no Conselho Nacional de Justiça a respeito da impropriedade da ostentação de crucifixos em tribunais pelo país. Não dará em nada. As cruzes ficarão onde estão. O Brasil, como se sabe, é um país com instituições laicas. "Graças a Deus", dirão Lula e os brasileiros.



COLUNAS ANTERIORES IMPRIMIR ENVIE POR EMAIL