UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA

- Saiba quem é
Fernando Rodrigues



27/03/2010
O "X" não aconteceu

Fernando Rodrigues
De Brasília


A pesquisa Datafolha de hoje não trouxe o "X" que os petistas davam como certo nas curvas de intenção de voto entre José Serra e Dilma Rousseff. Não houve empate nem a candidata de Lula ultrapassou o tucano. Por fim, a distância entre ambos cresceu.
Serra continuou a liderar e subiu dos seus 32% em fevereiro para 36% agora. O levantamento foi realizado nos dias 25 e 26 deste mês.
Dilma havia registrado 28% há um mês e escorregou para 27%.
O segundo pelotão permaneceu no mesmo lugar. Ciro Gomes (PSB) está com 11%. Marina Silva (PV) pontuou 8%. Indecisos, brancos, nulos ou nenhum somam 18%.
A distância entre Serra e Dilma havia afunilado para quatro pontos percentuais em fevereiro. No novo Datafolha, o tucano abriu uma vantagem de nove pontos.
Quando os petistas já colocavam o champanhe na geladeira e Lula falava quase em público a respeito de ganhar no primeiro turno, eis que o modelo de inocular popularidade em Dilma Rousseff começa a mostrar um certo esgotamento.
Dilma cresceu nas pesquisas sorrindo, com olhar de paisagem e aparecendo ao lado de Lula em eventos de campanha disfarçados de atos de governo. Deu certo. A petista entrou com força na disputa.
Mas os números do Datafolha revelam talvez a necessidade de uma tática mais agressiva se a petista pretende voltar a crescer. A nova fase exigirá de Dilma um confronto direto com Serra. Até porque a candidata de Lula estará fora do governo a partir da semana que vem.
Já Serra terá de colocar sua resiliência à prova como candidato declarado. Esse é o cenário da largada da corrida presidencial de 2010: dois candidatos polarizando na ponta e ninguém ainda competitivo como possível terceira via.
Só que essa, como se vê logo no seu começo, não parece ser uma eleição fácil para se fazer previsões.


COLUNAS ANTERIORES IMPRIMIR ENVIE POR EMAIL