UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA



27/08/2006 - 00h00
Políticos do PT são os que têm o maior avanço patrimonial

FERNANDO RODRIGUES

  • com variação de 83,7%, petistas são os campeões entre os grandes
  • valor médio de pefelistas é o maior: R$ 3,196 milhões

    Os políticos vencedores do PT nas eleições de 1998 e de 2002 são os que apresentam, entre as siglas de maior porte, a mais robusta variação patrimonial em quatro anos. Os petistas tiveram um aumento do seu patrimônio médio de 83,7% em quatro anos, um percentual bem acima da inflação do período (27,2%, segundo o IPCA).

    Esse dado pode ser comprovado com as informações do livro "Políticos do Brasil" (Publifolha, 424 págs.), lançado neste fim de semana. Os dados usados no livro estão abertos para consulta em site no UOL.

    Apesar de os petistas registrarem um avanço patrimonial bem superior ao de políticos do PFL (cuja taxa foi de 49%), PMDB (45,7%) e PSDB (37,6%), é necessário registrar que os integrantes do PT partem de uma base monetária bem menor.

    O patrimônio médio dos petistas que venceram as duas eleições pesquisadas foi de R$ 102,7 mil em 1998 e de R$ 188,5 mil em 2002.

    Já os outros políticos de siglas mais tradicionais partem de uma valor bem mais elevado na eleição de 1998. Os vencedores do PFL tinham um patrimônio médio de R$ 2,144 milhões em 1998. Pularam para R$ 3,196 milhões em 2002.

    Os peemedebistas saíram de R$ 971,7 mil em 1998 para R$ 1,416 milhão em 2002. Os tucanos pularam de R$ 1,063 milhão em 1998 para R$ 1,463 milhão em 2002.

    Os quadros abaixo são auto-explicativos a respeito da variação patrimonial pesquisada:

    Arte UOL


    Arte UOL


    Arte UOL


    Como se observa, no quadro "Evolução patrimonial média dos políticos reeleitos", foi realizado um corte para verificar o que aconteceria se fossem retirados do cálculo o 1% declaradamente mais rico. No caso do PT, não houve diferença na variação patrimonial, que permaneceu em 83,7%.

    Já algumas outras siglas registraram queda, sendo a mais notável a do PTB. Quando todos os políticos eleitos em 1998 e reeleitos em 2002 ficam no cálculo, o patrimônio médio dos petebistas varia 172,2% em quatro anos. O percentual despenca para 31,1% se é retirado do cálculo o grupo de políticos declaradamente muito ricos -o detalhamento desse universo dos mais abastados será realizado mais adiante nesta série de reportagens sobre os políticos brasileiros.

    Outro dado a ser levado em conta nessa estatística é o sucesso eleitoral dos partidos ao longo dos anos. É o que mostra a tabela "Evolução do número de deputados eleitos".

    Quando se considera um período longo de tempo, de 1994 a 2002, o PL é o partido que mais cresceu eleitoralmente (considerando-se os deputados federais eleitos). O PT vem logo em seguida. Em terceiro fica o PSB. Coincidentemente, o PL e o PSB são duas siglas que ascenderam ao poder federal em 2002, com a chegada de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Palácio do Planalto.

    ÍNDICE DE POLÍTICOS DO BRASIL  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL