Publicidade



:
China e Japão, cruzando a fronteira
Entrosada, defesa do Brasil não pode falhar contra o Paraguai, diz Parreira
Lucro da Eletrobrás cai 71% e fica em R$ 323 milhões em 2003
MSN reformula portal para brigar com Google e Yahoo!
'Scooby-Doo 2' lidera bilheterias dos EUA no fim de semana
Índia de Roraima vai à OEA contra governo brasileiro

Índice
Envie esta
notícia por email

Nobel de Física atribuído aos astrofísicos Davis, Koshiba e Giacconi
08h46 - 08/10/2002






ESTOCOLMO, 8 out (AFP) - O Prêmio Nobel de Física 2002 foi atribuído esta terça-feira conjuntamente a Raymond Davis Jr. (EUA), Masatoshi Koshiba (Japão) e Riccardo Giacconi (EUA) por seus trabalhos em astrofísica, "que modificaram nossa concepção do universo", informou a Real Academia de Ciências da Suécia, que concede o prêmio.

O americano Raymond Davis Jr. e o japonês Masatoshi Koshiba foram recompensados por "seus trabalhos pioneiros no domínio da astrofísica, em particular pela detecção de neutrinos cósmicos".

Por sua parte, o americano Riccardo Giaconni foi premiado por seus "trabalhos pioneiros que levaram à descoberta de fontes cósmicas de raios-X".

Os premiados "se serviram dos menores elementos do universo para melhorar nossa compreensão dos maiores: o Sol, as estrelas, as galáxias e as supernovas. Estes novos conhecimentos modificaram nossa concepção do universo", acrescentou a Academia.

Raymond Davis Jr. construiu um novo detector de neutrinos, partículas hipotéticas formadas durante o processo de fusão no Sol e em outras estrelas.

"Em um período de 30 anos, conseguiu reunir 2.000 neutrinos solares, demostrando assim que a energia solar provém da fusão", explicou a Academia.

Uma equipe de cientistas dirigida por Masatoshi Koshiba confirmou posteriormente os resultados de Davis. Os trabalhos de ambos permitiram "descobertas inesperadas e um novo domínio muito ativo da pesquisa: a astronomia dos neutrinos".

Por sua parte, Riccardo Giacconi concebeu um instrumento que lhe permitiu descobrir a primeira fonte de raios-X exterior a nosso sistema solar. Foi assim o primeiro a constatar que o universo contém uma radiação ambiente de luz-X, precisou a Academia.

Sua contribuição para o desenvolvimento desses instrumentos deu orígem à astronomia de raios-X.

O professor Raymond Davis Jr, de 87 anos, doutorou-se em 1942 na Universidade de Yale. É professor honorário do departamento de Fisíca e Astronomia da Universidade da Pensilvânia (nordeste dos Estados Unidos).

O professor Masatoshi Koshiba, de 76 anos, doutorou-se na Universidade de Rochester (Estado de Nova York), em 1955. É professor honorário do Centro Internacional de Física das Partículas da Universidade de Tóquio.

O professor Riccardo Giacconi, de 71 anos, cidadão americano de orígem italiana, diplomou-se na Universidade de Milão, em 1954. Dirige as Associated Universities, em Washington.

Índice
LEIA SÓ
NOTÍCIAS DE:
Folha Online
UOL News
UOL Esporte
UOL Economia
UOL Tablóide
Mundo Digital
Veja Online
Vestibuol
UOL Diversão e Arte
UOL Música
Exame
BBC
The New York Times
Cox News Service
El País
Financial Times
Le Monde
Hearst Newspapers
The Boston Globe
TNYT News Service
USA Today
Consultor Jurídico
AFP Internacionais
AFP Negócios
AFP Esporte
AFP Diversão
Reuters Geral
Reuters Negócios
Reuters Esporte
Reuters Diversão
Lusa
UOL Rádios e TVs
UOL Corpo e Saúde
Notícias sobre o UOL
Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 2001 Agence France-Presse. Todas as informações
reproduzidas são protegidas por direitos de propriedade intelectual detidos pela AFP. Por conseguinte, nenhuma
destas informações pode ser reproduzida, modificada, armazenada, redifundida, traduzida, explorada comercialmente
ou reutilizada sem o consentimento prévio por escrito da AFP.