Publicidade



:
China e Japão, cruzando a fronteira
Entrosada, defesa do Brasil não pode falhar contra o Paraguai, diz Parreira
Lucro da Eletrobrás cai 71% e fica em R$ 323 milhões em 2003
MSN reformula portal para brigar com Google e Yahoo!
'Scooby-Doo 2' lidera bilheterias dos EUA no fim de semana
Índia de Roraima vai à OEA contra governo brasileiro

Índice
Envie esta
notícia por email

Autoridade provisória da coalizão será dissolvida em junho de 2004
18h58 - 15/11/2003






BAGDÁ, 15 nov (AFP) - A Autoridade provisória da coalizão (CPA) dirigida pelo americano Paul Bremer será dissolvida no final de junho de 2004 e sua competência passará ao governo transitório iraquiano, segundo um acordo concluído sábado entre a CPA e o Conselho de governo.

"Até 30 de junho de 2004, a Coalizão reconhecerá a nova administração transitória que será munida totalmente da soberania para governar o Iraque. A CPA será dissolvida", diz o texto redigido em inglês, do qual a AFP obteve uma cópia.

Vários acordos bilaterais sobre segurança, "que definirão o estatuto das forças da Coalizão no Iraque", serão assinados antes do mês de março de 2004, segundo o texto.

Também será criada uma assembléia transitória composta de notáveis, o mais tardar em 31 de maio de 2004.

Índice
LEIA SÓ
NOTÍCIAS DE:
Folha Online
UOL News
UOL Esporte
UOL Economia
UOL Tablóide
Mundo Digital
Veja Online
Vestibuol
UOL Diversão e Arte
UOL Música
Exame
BBC
The New York Times
Cox News Service
El País
Financial Times
Le Monde
Hearst Newspapers
The Boston Globe
TNYT News Service
USA Today
Consultor Jurídico
AFP Internacionais
AFP Negócios
AFP Esporte
AFP Diversão
Reuters Geral
Reuters Negócios
Reuters Esporte
Reuters Diversão
Lusa
UOL Rádios e TVs
UOL Corpo e Saúde
Notícias sobre o UOL
Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 2001 Agence France-Presse. Todas as informações
reproduzidas são protegidas por direitos de propriedade intelectual detidos pela AFP. Por conseguinte, nenhuma
destas informações pode ser reproduzida, modificada, armazenada, redifundida, traduzida, explorada comercialmente
ou reutilizada sem o consentimento prévio por escrito da AFP.