Publicidade





Envie esta
notícia por email
Índice

Batalha em Kandahar se agrava e afegãos ainda negociam em Bonn
11h34 - 02/12/2001




Por Michael Steen e Tom Heneghan

CABUL/BONN (Reuters) - Forças tribais afegãs atacaram a periferia de Kandahar, o reduto do Taliban no sul do país, no domingo, enquanto aviões americanos bombardeavam a cidade e as conversações visando criar um governo de base ampla entravam numa fase crítica.

Combatentes pashtus atacaram o aeroporto próximo ao último reduto do Taliban durante a noite do sábado para o domingo, enfrentando resistência acirrada de centenas de homens das forças árabes de Osama bin Laden que estavam entrincheirados no local, informou um porta-voz das forças tribais.

"Os árabes estão realmente lutando. Eles sabem que não têm escolha -- estão lutando até a morte", disse à Reuters por telefone via satélite Khalid Pashtoon, porta-voz da Gul Agha Sherzai, o ex-governador mujahedine de Kandahar.

Enquanto isso, abrindo caminho para era pós-Taliban no Afeganistão, começava o sexto dia de conversações entre a Aliança do Norte e facções rivais que estão reunidas na Alemanha, tentando fechar um pacto para um poder compartilhado no país.

As conversações já trouxeram os afegãos para bem perto de um acordo de paz, após 23 anos de guerra, domínio de senhores de guerra e extremismo islâmico.

Os combates em volta de Kandahar acontecem ao mesmo tempo em que as forças americanas reforçam sua base no deserto, nas proximidades da cidade. Enquanto isso, um representante local na cidade de Jalalabad, no leste do país, disse que 20 civis morreram em ataques aéreos americanos na região.

A agência de notícias Afghan Islamic Press, do Paquistão, disse que outros 13 civis morreram no domingo em bombardeios sobre o aeroporto de Kandahar e na periferia sul da cidade murada, onde forças afegãs anti-Taliban também já assumiram posições.

Os fuzileiros navais americanos não lançaram nenhum ataque imediato sobre Kandahar, reduto espiritual do regime do Taliban, e base do poder de seu líder, mulá Mohammad Omar.

O reverenciado mulá exortou seus homens a lutar até a morte, suscitando temores de batalhas campais ferozes.

Aviões de guerra dos Estados Unidos atingiram alvos em torno da cidade, onde se acredita que estão concentrados milhares de homens do Taliban.



Índice
LEIA SÓ
NOTÍCIAS DE:
Folha Online
UOL News
UOL Esporte
UOL Economia
Reuters Limited - todos os direitos reservados. O conteúdo Reuters é de propriedade intelectual da Reuters Limited.
Qualquer cópia, republicação ou redistribuição do Conteúdo Reuters, inclusive por armazenamento rápido, enquadramento
ou outros meios semelhantes, estão expressamente proibidas sem o consentimento prévio por escrito da Reuters.
A Reuters não será responsável por quaisquer erros ou atrasos no Conteúdo,
ou por quaisquer medidas tomadas na ocorrência fos fatos ora descritos.