Publicidade





Envie esta
notícia por email
Índice

Morre aos 78 anos o magnata da cerveja Freddy Heineken
08h32 - 04/01/2002




AMSTERDÃ (Reuters) - O neto do fundador da cervejaria holandesa Heineken, Freddy Heineken, morreu na quinta-feira aos 78 anos, vítima de pneumonia.

Segundo a cervejaria, Alfred Henry Heineken, que tornou a Heineken uma das cervejas mais conhecidas do mundo, morreu em sua casa em Noordwijk. Sua saúde estava debilitada desde que sofreu um derrame em abril.

"A companhia lamenta a morte de um homem que, em 1o. de junho de 1942, aos 18 anos de idade, veio trabalhar na cervejaria que o avô tinha comprado em 1864", indicou a Heineken em um comunicado.

Freddy tinha expressado recentemente sua intenção de deixar o controle da empresa. Em novembro, foi anunciado que ele renunciaria ao cargo de presidente da holding Heineken NV, que controla a maior produtora de cerveja da Europa.

O magnata da cerveja, que se afastou do contato público depois de um sequestro em 1983, presidiu a Heineken NV de 1971 a 1989 e liderou o conselho supervisor de 1989 a 1995.



Índice
LEIA SÓ
NOTÍCIAS DE:
Folha Online
UOL News
UOL Esporte
UOL Economia
Reuters Limited - todos os direitos reservados. O conteúdo Reuters é de propriedade intelectual da Reuters Limited.
Qualquer cópia, republicação ou redistribuição do Conteúdo Reuters, inclusive por armazenamento rápido, enquadramento
ou outros meios semelhantes, estão expressamente proibidas sem o consentimento prévio por escrito da Reuters.
A Reuters não será responsável por quaisquer erros ou atrasos no Conteúdo,
ou por quaisquer medidas tomadas na ocorrência fos fatos ora descritos.