Publicidade



:
China e Japão, cruzando a fronteira
Entrosada, defesa do Brasil não pode falhar contra o Paraguai, diz Parreira
Lucro da Eletrobrás cai 71% e fica em R$ 323 milhões em 2003
MSN reformula portal para brigar com Google e Yahoo!
'Scooby-Doo 2' lidera bilheterias dos EUA no fim de semana
Índia de Roraima vai à OEA contra governo brasileiro

Envie esta
notícia por email
Índice

Acidente que matou 19 estudantes abala pacata cidade de MG
17h15 - 09/05/2002


SÃO PAULO (Reuters) - O acidente de ônibus que matou 19 estudantes universitários de Franca, a 400 quilômetros da capital paulista, transformou na quinta-feira a pacata cidade de Sacramento, em Minas Gerais, em um "velório coletivo", segundo a família de uma das vítimas.

"O comércio parou, tudo está fechado. Foi um choque para a cidade inteira. Não há ninguém que não conheça uma vítima", disse Sibele Magnabosco, de 26 anos, que perdeu uma prima no acidente.

"A cidade parece um velório coletivo. Não há nem carros na rua", acrescentou Sibele.

Informações iniciais da Polícia Rodoviária diziam que havia 21 vítimas fatais. Posteriormente o número foi retificado pela própria polícia para 20, sendo 19 estudantes mais o motorista do ônibus, todos da pequena cidade de Sacramento, que tem cerca de 20 mil habitantes, de acordo com moradores.

O acidente ocorreu por volta da 0h de quinta-feira, quando os estudantes voltavam para casa depois de mais um dia de aula em Franca. O ônibus, fretado por eles para levá-los diariamente à faculdade, no Estado vizinho, saiu da pista em uma curva perigosa e caiu numa ribanceira no quilômetro 459 da rodovia Cândido Portinari.

"A roda do ônibus travou quando estávamos indo para Franca. Na volta, o ônibus perdeu todo o freio na descida mais forte, perto de onde aconteceu o acidente", disse à Reuters do hospital, por telefone, Wagner Valdir de Oliveira, de 21 anos, um dos sobreviventes. "O motorista gritou para as pessoas se segurarem. Todos ficaram sentados bastante assustados", acrescentou.

As causas da tragédia ainda estão sendo investigadas. De acordo com o sargento Vítor, do Corpo de Bombeiros de Franca, o acidente teria sido causado por problemas no freio do ônibus.

Na Universidade de Franca (Unifran), onde a maioria das vítimas estudava, as aulas foram canceladas na quinta-feira e a instituição decretou luto por três dias.

"Está todo mundo muito triste, os alunos chegavam pela manhã para ter aula, mas foram liberados", disse Marcos Masini, assessor de imprensa da Unifran.

Havia 42 pessoas no ônibus. Dezoito morreram no local do acidente e outras duas morreram na Santa Casa de Franca, onde estão internados outros dez feridos. Havia também feridos internados no Hospital São Joaquim, também em Franca, e sobreviventes em observação na cidade de Sacramento.

(Por Ana Carolina Giarrante e Érica Zanetti)



Índice
LEIA SÓ
NOTÍCIAS DE:
Folha Online
UOL News
UOL Esporte
UOL Economia
UOL Tablóide
Mundo Digital
Veja Online
Vestibuol
UOL Diversão e Arte
UOL Música
Exame
BBC
The New York Times
Cox News Service
El País
Financial Times
Le Monde
Hearst Newspapers
The Boston Globe
TNYT News Service
USA Today
Consultor Jurídico
AFP Internacionais
AFP Negócios
AFP Esporte
AFP Diversão
Reuters Geral
Reuters Negócios
Reuters Esporte
Reuters Diversão
Lusa
UOL Rádios e TVs
UOL Corpo e Saúde
Notícias sobre o UOL
Reuters Limited - todos os direitos reservados. O conteúdo Reuters é de propriedade intelectual da Reuters Limited.
Qualquer cópia, republicação ou redistribuição do Conteúdo Reuters, inclusive por armazenamento rápido, enquadramento
ou outros meios semelhantes, estão expressamente proibidas sem o consentimento prévio por escrito da Reuters.
A Reuters não será responsável por quaisquer erros ou atrasos no Conteúdo,
ou por quaisquer medidas tomadas na ocorrência fos fatos ora descritos.