Publicidade



:
China e Japão, cruzando a fronteira
Entrosada, defesa do Brasil não pode falhar contra o Paraguai, diz Parreira
Lucro da Eletrobrás cai 71% e fica em R$ 323 milhões em 2003
MSN reformula portal para brigar com Google e Yahoo!
'Scooby-Doo 2' lidera bilheterias dos EUA no fim de semana
Índia de Roraima vai à OEA contra governo brasileiro

Envie esta
notícia por email
Índice

Russo morre após vencer concurso de ingestão de vodca
13h02 - 19/11/2003


MOSCOU (Reuters) - Uma competição para verificar quem conseguia beber mais vodca em uma cidade do sul da Rússia terminou em tragédia, com a morte do vencedor e a internação de outros participantes.

"A competição durou 30, talvez 40 minutos e o vencedor bebeu três garrafas de meio litro. Ele foi levado para casa de táxi, mas morreu em 20 minutos", disse Roman Popov, promotor que investiga o caso na cidade de Volgodonsk.

"Cinco concorrentes acabaram na unidade de tratamento intensivo. Os que não foram para o hospital voltaram no dia seguinte para beber mais."

Segundo Popov, o diretor da loja organizadora do concurso deste mês foi indiciado por homicídio culposo. Ele ofereceu 10 litros de vodca ao competidor que bebesse mais em menos tempo.

Os russos bebem o equivalente a 15 litros de álcool puro por ano per capita. Alguns especialistas estimam que um em cada sete russos é alcoólatra.



Índice
LEIA SÓ
NOTÍCIAS DE:
Folha Online
UOL News
UOL Esporte
UOL Economia
UOL Tablóide
Mundo Digital
Veja Online
Vestibuol
UOL Diversão e Arte
UOL Música
Exame
BBC
The New York Times
Cox News Service
El País
Financial Times
Le Monde
Hearst Newspapers
The Boston Globe
TNYT News Service
USA Today
Consultor Jurídico
AFP Internacionais
AFP Negócios
AFP Esporte
AFP Diversão
Reuters Geral
Reuters Negócios
Reuters Esporte
Reuters Diversão
Lusa
UOL Rádios e TVs
UOL Corpo e Saúde
Notícias sobre o UOL
Reuters Limited - todos os direitos reservados. O conteúdo Reuters é de propriedade intelectual da Reuters Limited.
Qualquer cópia, republicação ou redistribuição do Conteúdo Reuters, inclusive por armazenamento rápido, enquadramento
ou outros meios semelhantes, estão expressamente proibidas sem o consentimento prévio por escrito da Reuters.
A Reuters não será responsável por quaisquer erros ou atrasos no Conteúdo,
ou por quaisquer medidas tomadas na ocorrência fos fatos ora descritos.