Conselho de Segurança da ONU convoca reunião urgente sobre o Oriente Médio

da Redação (*)

O Conselho de Segurança (CS) da ONU convocou uma reunião no sábado, em caráter de urgência, para abordar a difícil situação no Oriente Médio, onde a última ofensiva militar israelense em Gaza tirou hoje a vida de pelo menos 59 palestinos e deixou 200 feridos.

A reunião foi convocada pela Presidência do CS, principal órgão de decisões das Nações Unidas, e que, durante o mês de março, será comandado pela Rússia.

Antes de a reunião ser convocada, a Autoridade Palestina anunciou a suspensão das negociações de paz com Israel, em decorrência dos ataques israelenses na Faixa de Gaza, que deixaram mais de 50 palestinos mortos nas últimas 24 horas.

Nas primeiras horas do domingo (horário local) a aviação israelense bombardeou o prédio do movimento islâmico Hamas na Cidade de Gaza. O prédido também abrigava o escritório do primeiro-ministro palestino deposto, Ismail Haniyeh. Testemunhas confirmaram que o Exército israelense lançou dois mísseis contra o prédio do Hamas.

Mahmoud Zayyat/AFP
Palestinos queimam bandeiras de Israel
e dos EUA em protesto contra ataques
MAIS IMAGENS DO DIA
NEGOCIAÇÕES SÃO SUSPENSAS
61 MORREM EM GAZA
LÍDER DO HAMAS PROTESTA
ABBAS QUER REUNIÃO
O chefe da equipe de negociações palestina e ex-premiê Ahmed Qorei, telefonou na noite deste sábado à ministra das Relações Exteriores de Israel, Tzipi Livni, e anunciou que, em vista da situação na Faixa de Gaza, a Autoridade Palestina (AP) resolveu suspender as negociações com Israel, retomadas há três meses, na Conferência de Annapolis, nos Estados Unidos.

Qorei afirmou que Israel "está cometendo um massacre de mulheres e crianças" na Faixa de Gaza. Livni declarou que a decisão da AP "não vai influenciar, de maneira alguma, as decisões e operações de Israel para proteger seus cidadãos".

Mortos e feridos
Segundo as autoridades médicas em Gaza, pelo menos 150 pessoas ficaram gravemente feridas nos tiroteios entre as tropas israelenses e militantes palestinos.

Dois soldados israelenses foram mortos por atiradores palestinos nos arredores da cidade de Gaza. Segundo o jornal israelense Haaretz, o número de palestinos mortos já chega a 59.

*Com informações da BBC Brasil e da EFE

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos