Alencastro: Acordo traz boas perspectivas para o Líbano

Da Redação

O Líbano terá um novo presidente depois de 18 meses de crise política. Governo e oposição no país, liderada pelo grupo xiita Hezbollah, chegaram a um acordo esta semana depois de vários dias de negociação em Doha, capital do Qatar. O escolhido foi o comandante do Exército libanês, general Michel Suleiman. "Ele tem conseguido manter o Exército fora do começo de guerra civil, unificado, tem uma relativa isenção", diz Luiz Felipe de Alencastro sobre o novo nome.



O historiador lembra que também haverá eleição legislativa no ano que vem. "O encaminhamento inicial desse calendário já criou um clima mais otimista e melhorou as perspectivas econômicas do país", afirma Alencastro, que conclui dizendo que o acordo já conseguiu uma redução imediata da violência no país. "Ele foi saudado por todos os países, Ira e Síria, também e pelos países ocidentais e a Arábia Saudita. É a primeira vez que há uma certa unanimidade, o que abre boas perspectivas para o Líbano."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos