Declaração Universal dos Direitos Humanos continua atual, dizem especialistas

Thiago Varella
Do UOL Notícias
Em São Paulo

Há 60 anos, a Assembléia Geral das Nações Unidas aprovava, em Paris, a adoção dos 30 artigos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. O documento, base do direito internacional, ainda continua atual, na opinião de especialistas.
  • Reuters

    Eleanor Roosevelt segura pôster com a Declaração Universal dos Direitos Humanos, em 1948



"É um dos documentos mais importantes, completos e necessários e que ajuda a promover a paz e a justiça social", afirma a professora Maria Luiza Marcílio, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Universidade de São Paulo.

Na opinião de Navi Pillay, alta comissária de Direitos Humanos da ONU, o mundo pode ter mudado nos últimos 60 anos, mas a Declaração ainda traz os fundamentos necessários para o bem-estar de todos os cidadãos do mundo.

"Pela primeira vez, a Declaração Universal deu a todos nós - todos os homens, mulheres e crianças de todas as raças, cores e credos - exatamente o direitos que precisamos respeitar e requerer", explicou. Hoje, todas as 192 nações que fazem parte da ONU seguem o documento.

Durante a Assembléia Geral da ONU, em 1948, 48 países, incluindo o Brasil, ratificaram o texto, feito ainda sob o fantasma da 2ª Guerra Mundial e do nazismo. Segundo o Guinness Book, o livro dos recordes, o documento é o mais traduzido da história.

A maior parte das Constituições nacionais feitas após 1948, inclusive a brasileira feita em 1988, tomam como base a Declaração.

Para Navi Pillay, a Declaração irá se manter atual até que todos os direitos sejam plenamente cumpridos. "O documento é um alento de esperança para o futuro porque contempla um mundo de plenas realizações para todos, sejam elas políticas, econômicas, sociais ou culturais. Um planeta onde todos vivem com dignidade, sem fome, sem violência ou discriminação. Com moradia, saúde, educação e oportunidades".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos