Califórnia tem histórias trágicas associadas a desemprego e execução hipotecária

Warner Bento Filho Especial para o UOL Notícias Em Los Angeles (EUA)

O desespero provocado pela crise econômica resultou em uma série de acontecimentos trágicos nos Estados Unidos nos últimos meses. Às vésperas do Natal, o país se chocou com a notícia de um homem encontrado morto em seu escritório, em um endereço caro de Nova Iorque. Tratava-se de Rene-Thierry Magon de la Villehuchet, 65, responsável por um fundo de investimento que perdeu US$ 1,4 bilhão com Bernard Madoff. Ex-presidente da bolsa de empresas de tecnologia Nasdaq, Madoff fora preso dias antes, acusado de liderar uma fraude de US$ 50 bilhões no mercado financeiro. Trancado em seu escritório depois de dispensar seus funcionários, Villehuchet tomou barbitúricos e cortou os pulsos.

Número de ligações para
o Centro Comunitário
de Saúde Mental de
Los Angeles em 2008

Janeiro 1.629
Fevereiro 1.514
Março 1.831
Abril 1.945
Maio 2.414
Junho 2.159
Julho 2.420
Agosto 2.184
Setembro 2.204
Outubro 2.519
Novembro 2.412
Dezembro 2.748
  • Fonte: Didi Hirsch Community Mental Health Center
Na madrugada da segunda-feira ,13 de outubro, os vizinhos de Wanda Dunn, 53, em Pasadena, na Califórnia, acordaram com um incêndio. Os bombeiros descobriram que ela mesma ateou fogo à casa, antes de se matar com um tiro. Wanda sofria um processo de execução hipotecária e seria despejada naquele mesmo dia.

Na segunda-feira anterior (dia 7), ainda na Califórnia, a polícia invadiu a casa do gerente de finanças Karthik Rajaram, 45, depois que amigos e vizinhos perceberam que havia algo estranho lá. A polícia descobriu que Rajaram havia se suicidado depois de matar toda a família: mulher, três filhos e a sogra. O gerente, que supostamente havia perdido dinheiro no mercado financeiro, deixou uma carta onde culpava a crise pela série de mortes.

O número de suicídios nos Estados Unidos é quase o dobro do de assassinatos: 32 mil (segundo a Agência de Saúde Mental dos EUA) contra 18 mil (segundo o Departamento de Justiça dos EUA) em 2005 (último dado disponível). O índice é de 11 suicídios para cada 100 mil habitantes. No Brasil, a relação é de cerca de 5 para 100 mil. Os maiores índices estão nos países do Leste Europeu, com por volta de 40 mortes para cada 100 mil habitantes - dados da Organização Mundial da Saúde.

Ao longo de 2008, quase 3 milhões de norte-americanos perderam o emprego. A taxa de desemprego no país é de 7,2%, a maior em 16 anos, segundo relatório do governo. O número de desempregados é de 11 milhões de pessoas no país.

Os maus ventos da economia dificultaram o pagamento das contas. E as execuções hipotecárias passaram a fazer parte do cotidiano das pessoas. Nos bairros populares, são comuns as placas avisando que o banco tomou aquela casa de volta. O número de execuções hipotecárias já chega a 541 mil propriedades. De acordo com os bancos, um em cada dez proprietários está em atraso com os pagamentos ou já sofre ação de despejo.

No final de 2008, o Congresso Norte-Americano aprovou a distribuição de US$ 4 bilhões para as administrações locais comprarem, reformarem e revenderem imóveis que foram tomados de volta pelos bancos e hoje estão à espera de um comprador. De acordo com os administradores, os imóveis vazios são fonte de diversos problemas, ajudam a proliferar doenças e funcionam como refúgios para criminosos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos