Polícia prende atores de filme pornô no Irã, diz jornal

Do UOL Notícias
Em São Paulo

A polícia do Irã prendeu um grupo que produzia filmes pornográficos na capital Teerã. Segundo o jornal britânico "The Guardian", a maior parte dos presos foi de atrizes que filmavam em uma casa de um bairro de classe média. Os diretores também foram presos.

A pornografia é proibida pelas leis islâmicas do Irã, e a produção de material adulto é punida com a morte.

Uma reportagem do site Fararu, de tendência reformista, disse que o grupo de atores presos já tinha participado de diversos filmes adultos vendidos no mercado negro no país.

De acordo com o "Guardian", a indústria pornográfica tem crescido no Irã nos últimos anos. No entanto, são raras as grandes prisões de profissionais da área.

O sociólogo Naser Fakouhi, da Universidade de Teerã, disse à reportagem do jornal britânico que o grande número de jovens que compõem a sociedade iraniana foi uma das causas do crescimento do entretenimento adulto. De acordo com informação da CIA (a agência de inteligência dos Estados Unidos), a idade média da população iraniana é de 26,4 anos.

A lei que determina a pena de morte para "produtores" e "protagonistas" de filmes "obscenos" foi criada em 2007.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos