Ministra do Timor Leste busca cooperação brasileira para formar Ministério Público de seu país

Do UOL Notícias* Em São Paulo

A ministra da Justiça do Timor Leste, Lúcia Maria Brandão de Freitas Lobato, esteve nesta quinta-feira (dia 19) com o procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, para buscar cooperação na formação dos membros do Ministério Público do Timor Leste.

Criado em 2002, ano em que o país obteve sua independência formal, o Ministério da Justiça do Timor Leste é responsável pelo Centro do Formação Jurídica e pela Defensoria Pública do país.

O procurador-geral colocou à disposição os cursos oferecidos pela Escola Superior Público da União (ESMPU) dos procuradores timorenses.

Segundo a ministra, o governo timorense tem interesse, principalmente, em cursos voltados ao combate à corrupção. "Queremos enviar um grupo para ser formado aqui", disse a ministra.

Em 2008, a procuradora da República Maria Emília Moraes de Araújo esteve no Timor Leste para aproximar os ministérios públicos e identificação de possíveis áreas de cooperação.

Na oportunidade, foram discutidos temas como a realização de cursos de treinamento a distância, por videoconferência, a doação de computadores para a Procuradoria da República e a doação de livros para a biblioteca do Tribunal Distrital de Díli, capital do Timor Leste.

* Com informações da Secretaria de Comunicação Social da Procuradoria Geral da República

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos