Tremor de 5,2 graus volta a abalar centro da Itália; número de mortos sobe para 278

Do UOL Notícias Em São Paulo

A região central da Itália, a mesma que na segunda-feira (5) foi devastada por um terremoto que matou ao menos 272 pessoas, sofreu nesta madrugada um novo sismo, de 5,2 graus na escala Richter, como informa o Serviço Geológico dos Estados Unidos.

O novo tremor aconteceu às 2h53 (21h53 em Brasília), cerca de 100 quilômetros a nordeste de Roma. Na madrugada de segunda-feira, um terremoto de 5,8 graus de magnitude na mesma escala assolou a região italiana de Abruzzo.

O número de mortos no terremoto já chega a 278. Segundo a Polícia, quatro corpos ainda precisam ser identificados e o número de feridos é superior a 1.600. De acordo com o próprio premiê italiano, Silvio Berlusconi, 28 mil pessoas estão desabrigadas.

A terra segue tremendo na região e foram registradas três novas réplicas do terremoto durante a noite. A primeira, pouco antes da madrugada e de magnitude 4,3 na escala Richter, a segunda um pouco mais tarde e de 5,2 graus, e uma última já no início da manhã, de 3,1 graus.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o primeiro dos corpos recuperados durante a noite é de uma jovem, e foi achado por volta das 3h (22h de quarta em Brasília), enquanto o segundo só pôde ser retirado dos escombros às 6h (1h).

Pouco depois da meia-noite na Itália, os bombeiros já haviam achado outros dois corpos de jovens que estavam na lista de desaparecidos.

Ontem (8), mais cedo, durante uma visita que fez à cidade de L'Aquila, capital de Abruzzo e apontada como epicentro do tremor, o premier italiano, Silvio Berlusconi, havia confirmado 260 vítimas fatais. Há ainda mais de mil feridos e 17 mil desabrigados.

Também nesta quarta-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva telefonou para Berlusconi para se solidarizar e oferecer ajuda no atendimento às vítimas dos terremotos, segundo informou à Reuters uma fonte da Presidência da República.

De acordo com a mesma fonte, Berlusconi agradeceu, mas disse a Lula que neste momento a Itália conta com os recursos necessários para reconstruir as localidades atingidas e para atender às vítimas.

Resgates

As buscas por sobreviventes vão até a próxima segunda-feira (13), e após seu encerramento terão início os trabalhos para reconstruir as edificações danificadas ou destruídas.

Ao caminhar por L'Aquila, Berlusconi afirmou que ficou surpreso com a gravidade da situação e definiu o município como "uma cidade fantasma".

Funeral de Estado

Foi programado para a próxima sexta-feira (10) um funeral de Estado para todas as pessoas que faleceram em decorrência do terremoto, que marcou 5,8 graus na escala Richter. A cerimônia será coordenada pelo cardeal Tarcisio Bertone, secretário de Estado do Vaticano.

O porta-voz da Santa Sé, padre Federico Lombardi, informou também que depois do enterro haverá uma celebração eucarística, o que será possível graças a um indulto especial, privilégio concedido pelo papa Bento 16 que permite a flexibilização de regras do direito canônico em casos extraordinários.

A autorização foi necessária porque a Igreja Católica não consagra a eucaristia na sexta-feira da Paixão.

*Com informações das agências Ansa, EFE e Reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos