Amorim critica falta de referência a Cuba em comunicado de Cúpula das Américas

Thais Leitão Da Agência Brasil No Rio de Janeiro

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, criticou hoje (13), no Rio de Janeiro, a ausência de qualquer referência a Cuba no comunicado final da 5ª Cúpula das Américas, que acontece no fim desta semana em Trinidad e Tobago. Segundo ele, o fato de o país não estar integrado ao Sistema Interamericano, incluindo a Organização dos Estados Americanos (OEA), é uma "anomalia que precisa ser corrigida". A participação de Cuba na OEA foi suspensa em 1962.

"Todos os países do continente, exceto El Salvador, que deve mudar essa situação em breve, e os Estados Unidos, têm relações [comerciais] com Cuba. Quando você está num pelotão e todo mundo está marchando de um jeito e você de outro, é provável que você esteja errado", afirmou o chanceler, durante aula aberta a alunos da primeira turma de Relações Internacionais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Segundo Amorim, ainda não é possível prever como essa questão será resolvida, mas ele acredita que a discussão "vai evoluir".

"Acho que nem os cubanos nem nós queremos transformar essa Cúpula em uma confrontação entre Estados Unidos e América Latina", destacou.

O ministro disse que é preciso "fazer algo" para garantir a reintegração de Cuba ao Sistema Interamericano, mas ressaltou que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, merece um "crédito de confiança", já que está procurando mudar as coisas.

"Ele deve enfrentar dificuldades nessa área, como enfrenta na área financeira, mas creio que a própria mudança do comportamento eleitoral norte-americano vai permitir que isso evolua", destacou.

A Cúpula das Américas reúne, desde 1994, 34 países do continente para promover o diálogo entre seus governantes. O objetivo é examinar prioridades sócio-políticas, econômicas e de desenvolvimento que determinam os objetivos comuns dos países membros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos