Médicos retiram bala de cabeça de chinesa depois de 42 anos

Do UOL Notícias Em São Paulo

Médicos do sudoeste da China removeram uma bala da cabeça de uma mulher 42 anos depois dela ter levado o tiro, segundo o noticiário local.

Funcionários do hospital de Chongqing extraíram a bala de 2,5 cm da têmpora direita de He Wenying, de 65 anos, nesta quinta-feira (14). Ela foi atingida durante um tiroteio entre facções no início da Revolução Cultural Chinesa, que durou de 1966 e 1976.

Os médicos acreditaram, inicialmente, que Wenying havia sido atingida superficialmente, mas as constantes dores de cabeça e dificuldades de mastigar levaram-na a fazer um novo raio-X em 1978.

O novo exame revelou que a bala estava alojada perto de sua mandíbula e orelha direita.

Ainda assim, a chinesa se recusou a fazer uma operação devido à precariedade dos serviços médicos de Chongqing e seguiu suportando dores de cabeça cada vez mais severas.

No início deste ano, porém, a dor da ferida começou a se espalhar por todo o seu corpo, levando à cirurgia, segundo o noticiário local de Chongqing.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos