Líderes do G8 não irão esperar indefinidamente pela renúncia do Irã em desenvolver armas nucleares, diz Obama

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

O presidente norte-americano Barack Obama disse nesta sexta-feira ao final do encontro do G8 na Itália que a comunidade internacional "não irá esperar indefinidamente" pela renúncia do Irã em desenvolver armas nucleares.

Obama frisou que ele e outros líderes não foram à reunião do G8 em busca de sanções ao Irã. O que ele queria era uma declaração conjunta de condenação às ações do governo iraniano contra os manifestantes de oposição, logo após a eleição presidencial controversa que reelegeu o atual presidente Mahmoud Ahmadinejad.

O presidente norte-ameicano disse que os líderes do G8 expressaram preocupação com o que ele chama de "terríveis eventos" que ocorreram no Irã. Os participantes da reunião do G8 também condenaram a ameaça de proliferação nuclear no país, exigindo que o Irã assuma suas reponsabilidades sem demora.

"A noção que várias pessoas tinham que estávamos tentando entrar em um consenso sobre possíveis sanções ao Irã nesta reunião não estava certa", afirmou Obama. "Acho que o que realmente ocorreu aqui foi um consenso em uma declaração, que incluiu a Rússia", completou.

Obama afirmou que a reunião de setembro do G20 irá reavaliar a situação no Irã. "A comunidade internacional disse: 'aqui está uma porta que permite ao Irã diminuir as tensões e se integrar ao nosso grupo'", explicou.

"Se o Irã decidir não entrar por essa porta, daí o G8 pode começar a agir", disse Obama que espera um reconhecimento da opinião mundial por parte dos líderes iranianos.

* Com informações da AP

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos