Governo interino de Honduras amplia toque de recolher

Do UOL Notícias Em São Paulo

O presidente interino de Honduras, Roberto Micheletti, decretou a ampliação do toque de recolher no país até as 6h desta quarta-feira (23), informa o site do jornal hondurenho "El Heraldo". O governo de Honduras declarou toque de recolher em todo o país na segunda (21), após a confirmação de que Zelaya tinha retornado a Tegucigalpa.

A medida foi estendida por 12 horas em razão dos distúrbios na capital. O porta-voz presidencial, René Zepeda, afirmou à AP que "a medida ocorre em razão de questões de segurança nacional". Mais de 150 pessoas foram detidas, informou a polícia local.

Inicialmente, o toque de recolher foi estabelecido das 16h às 7h no horário local (entre 19h e 10h, no horário de Brasília), segundo comunicou o governo golpista em cadeia de rádio e televisão. Pouco depois, a medida foi estendida até às 18h locais da terça (22).

Mais cedo, Micheletti afirmou que não tem nenhuma intenção de entrar em confronto com o Brasil ou invadir a embaixada brasileira em Tegucigalpa, onde o presidente deposto Manuel Zelaya recebeu abrigo.

"Se ele [Zelaya] quiser ficar vivendo lá uns 5 ou 10 anos, nós não temos nenhum inconveniente em que viva lá", afirmou Micheletti em entrevista à agência Reuters.

Micheletti também voltou a dizer que Zelaya é acusado de ter violado a Constituição e pode ser preso assim que deixar a embaixada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos